Bibliografia crítica: “A dissolução da filosofia: E. M. Cioran, dando voz ao vazio” (Mihnea Tanasescu)

41v9rZzsLuL._SL500_Ler as obras de Cioran pode ser muitas vezes uma experiência desconcertante: o leitor é pego entre o desejo de compreender a continuidade do pensamento e o caos aparente dos aforismos. A reação estilhaçadora que eles provocam não pode deixar o leitor indiferente, forçando-o a tomar uma posição, seja ela esconder ou aceitar o abismo que o texto abre. Esta meditação estendida tenta desenvolver uma concepção de filosofia e de pensamento muitas vezes lírica inspirada por Cioran. Serve tanto como uma introdução aos não-iniciados quanto como uma perspective, ou visão geral, para aqueles que já estão familiarizados com o trabalho do autor. Traça a gênese dos conceitos-chave do pensamento de Cioran e argumenta a favor de uma concepção de filosofia que está intimamente ligada aos temperamentos, às vísceras e ao sangue do autor. O livro explora os conceitos de obsessão, ação, temperamento, pensamento, morte e lucidez, apoiando-se não apenas em Cioran mas também nos ensaios de Montaigne. Este trabalho pode ser muito útil ao estudante de filosofia, ao professor interessado em realizar seminários, e também para todos aqueles em busca de uma visão diferente do que é viver e morrer como um filósofo.

Título: The dissolution of philosophy: E. M. Cioran, giving voice to the void

Autor: Mihnea Tanasescu

Editora: LAP Lambert Academic Publishing (128 páginas)

Ano de publicação: 2010

Anúncios