As esculturas-fragmento de Darius Hulea

O escultor romeno Darius Hulea trabalha com arame de metal para criar uma forma de arte fascinante e ao mesmo tempo inquietante. Suas esculturas refletem, segundo Jessica Stewart, as dimensões exterior e interior da psique humana.

Emil Cioran, filósofo romeno (1911-1995)

Suas esculturas retratam filósofos, escritores e artistas e romenos, dentre eles Emil Cioran e Lucian Blaga.

Lucian Blaga, filósofo romeno (1895-1961)

As esculturas têm a aparência de fragmentos, esboços inacabados, jogando com a oposição entre o cheio e o vazio, completo e o incompleto, o contínuo e o descontínuo, o todo e a parte. Segundo o curador de arte Oliv Mircea, o trabalho de Hurlea prima pelo vigor e pela veracidade. Sua obra, observa Mircea, contém “uma elegância certeira e familiar que reside no estilo e na expressão que são o resultado da faculdade de observação e análise artística do artista.”

Constantin Brâncuși, escultor romeno (1876-1957)

“Fragmented Wire Sculptures Capture the Complexity of Man’s Inner Psyche”, Jessica STEWART, My Modern Met, July 21, 2017

Veja mais do artista: DARIUS HULEA