“De rojões e trombetas” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Soltam rojões…

O Corinthians ganhou?
Ou foi Lula
condenado à prisão perpétua?
À pena de morte?

Ou foi o Bolsonaro,
pego com uma prostituta?
Quem solta rojões?
Por que estorva, inimigo meu?

Não sei — nunca saberei.
Por que não fazem soar trombetas? Alarmes?
Por que não tocam saxofones e trompetes?
Não, eles — sejam lá quem forem, o que os motiva —
soltam rojões — e peidam, e arrotam…

Rojões sempre, rojões por excelência (essa velha tara pela pólvora, e pelo barulho).