“Praise abort” (Till Lindemann)

“Le pape vient de condamner les moyens contraceptifs, la ‘pilule’. Je suis indigné. C’est une mesure criminelle. Ce célibataire imbécile ose se mêler de la vie intime des familles, et vouer au désespoir ou à l’infamie tant de jeunes filles qui ont ‘fauté’… La jeunesse de Rome, au lieu de protester à tort et à travers, ferait mieux de prendre le Vatican d’assaut.”

(Cahiers: 1957-1972, p. 604-5)

Till Lindemann é o vocalista do Rammstein, banda da qual gosto muito e que tive a sorte de ver ao vivo, em São Paulo.

Banda iconoclasta, provocadora, acidamente crítica, Rammstein já foi acusado de “nazista”, na Alemanha, pelos mandarins da consciência politicamente correta.

Faz falta um “Rammstein brasileiro”. Assim como faz falta um “Lars von Trier brasileiro”. Mas não lamentemos. O nosso país é riquíssimo em cultura, ainda mais musical (sem ironia). Não faz falta um Rammstein brasileiro, nem um Lars von Trier (os que existem são ótimos e suficientes).

Enfim, já não gostasse de Rammstein, estou gostando ainda mais do projeto solo do vocalista. “Niilista”? “Cínico?” “Nazista”? “Comunista?”

Sei lá. É Till Lindemann, é Rammstein…

 

 

Sugestões? Críticas? Contribuições? Deixe aqui o seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s