“O conceito de disciplina de horror no Breviário de decomposição de Cioran” (Anthonio Delbon)

Dissertação apresentada à banca examinadora como exigência parcial para obtenção do título de Mestre em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, sob orientação da Profa. Dra. Jeanne-Marie Gagnebin. São Paulo, 2019.

O presente trabalho tem por objetivo estabelecer um diálogo entre Cioran e algumas correntes de pensamento clássicas tendo como chave central o termo “disciplina de horror”, utilizado pelo autor no início de sua primeira obra em língua francesa, Breviário de Decomposição, publicado em 1949. Partindo deste trecho literário, buscaremos ampliar as aproximações e diferenças entre Cioran e autores filosóficos de verve semelhante, para além das comparações já tradicionais com o pessimismo schopenhaueriano e com o niilismo nietzscheano. Do estofo do conteúdo proposto à forma de discurso e linguagem empregada, as conversas possíveis de se estabelecerem tendo como alicerce essa disciplina de horror, que nada mais é do que uma meditação sobre a podridão e vaidade da natureza humana, conseguem trazer ao cenário o aspecto trágico do pensamento de Cioran que perpassa, necessariamente, o cinismo e o ceticismo clássicos, aqui explorados tendo em vista uma ampliação do estudo sobre Cioran, notando até que ponto Diógenes e Pirro o influenciaram e até que ponto as suas peculiaridades o afastam da tranquilidade visada por tais filosofias do período helenístico
Palavras-chave: Cioran, E. M. [1911-1995] – Crítica e interpretação Tragédia, Niilismo (Filosofia) na literatura

The present work aims to establish a dialogue between Cioran and some of the classical schools of thought having as central theme the term “discipline of horror”, used by the author in the beginning of his first book written in french, A Short History Of Decay, published in 1949. Starting from this literary expression, we will seek to amplify the approximations and distinctions between Cioran and philosophical authors of similar verve beyond the comparisons wiih Schopenhauer’s pessimism and Nietzschean nihilism. From the proposed content to the form of the speech and the language used, the possible dialogues to be established having as foundation this discipline of horror, which is nothing more than a meditation of the rot and the vanity of human nature, are able to bring to the scene the tragic aspect of Cioran’s thought, which necessarily passes through classical cynicism and skepticism, explored here in view of the enlargement of the study on Cioran, noting to what extent Diogenes and Pyrrho influenced him and to what extent his peculiarities kept him distant from the tranquility aimed by these philosophies from the Hellenistic period.
Keywords: Cioran, E. M. [1911-1995] – Criticism and interpretation, Tragedy, Nihilism (Philosophy) in literature

[PDF]

Deixe aqui suas impressões, comentários e/ou críticas. Deja aquí sus impresiones, comentarios y/o críticas. Leave your impressions, comments and/or critiques here. Laissez ici vos impressions, commentaires et/ou critiques. Lăsați-vă impresiile, comentariile și sau recenziile aici. Lascia qui le sue impressioni, commenti e/o recensioni.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s