Os trabalhos e os dias…

Três horas da manhã. Apercebo-me deste segundo, e do que se lhe segue, faço o balanço de cada minuto.
Por que tudo isto? — Porque eu nasci.
Questionarmos o nascimento resulta de um tipo especial de vigílias.
CIORAN, Do inconveniente de ter nascido (1973)

Em 2019, o Portal E.M.Cioran🇧🇷 completou uma década de (in)existência. Um ano importante, e que passou longe de ser um “mar de rosas”: ano do falecimento da professora, filósofa cioraniana e amiga Liliana Herrera (entre outras fontes de abatimento mais ou menos privadas).

10 anos que se passaram como dias, desde que o Portal surgiu tímida e amadoristicamente, no ano de 2010, por uma iniciativa e um anseio muito pessoais: eu havia descoberto Cioran nos início dos anos 2000, havia feito um mestrado sobre a sua obra e sentia falta de um cantinho na Internet em que pudesse ter acesso a todo tipo de material relacionado ao filósofo nascido em Răşinari.

Em face da percebida escassez de material – acadêmico, jornalístico, diletante – em torno de Cioran em língua portuguesa, a tendência do Portal E.M.Cioran 🇧🇷 foi tornar-se, pouco a pouco, uma plataforma multilíngue, e, portanto, um ponto de convergência entre pessoas das mais diversas nacionalidades e culturas. Foi assim que o Portal começou a ser acessado por visitantes de quase todos os países do mundo.

O seu escopo também se ampliou naturalmente ao longo dos anos, passando a incluir toda uma gama de temas e autores direta ou indiretamente relacionados a Cioran: filosofia, literatura, poesia, música, cinema, cultura e história da Romênia, entre outros.

Um esforço colaborativo

Se o Portal E.M.Cioran 🇧🇷 vem crescendo e sendo reconhecido cada vez mais como uma importante referência nos estudos cioranianos, isto não se deu sem a colaboração de parceiros e parceiras ao redor do mundo que, de alguma maneira, têm contribuído para alimentar e expandir este blogue dedicado ao filósofo romeno de expressão francesa.

A começar pelas entrevistas, um dos principais atrativos do Portal. Foram, até agora, 14 no total: Mihaela-Genţiana Stănişor (Ro), Fernando Klabin (Bra), Euler Santi (Bra), José Ignacio Nájera (Esp), Alfredo Abad (Co), Liliana Herrera (Co), Renzo Rubinelli (Ita), Henrique Zanoni (Bra), Amelia Natalia Bulboacă (Rom-Ita), Miguel Ángel Gómez Mendoza (Col), Ricardo Gil Soeiro (Por), Luciano Maia (Bra), Vincenzo Fiore (Ita), Mirko Integlia (Aus).

Além das entrevistas, outra importante forma de colaboração são os artigos e resenhas de livros, escritos por estudiosos de Cioran, brasileiros e estrangeiros, estudantes, professores e acadêmicos em geral, que encontram no Portal E.M.Cioran 🇧🇷 uma acolhida e um importante canal de divulgação de seus estudos. Neste ano de 2019, menção seja feita a José Ignacio Nájera (Esp), Juan Pablo Enos Santana (Bra) e Rui Benevides Prates (Bra). Graças a este último (em cujo mestrado estuda a noção de transfiguração nos textos romenos de Cioran), o lendário artigo de Corrêa de Sá – publicado em 1968, no Jornal do Commercio do Rio de Janeiro, e comentado por Cioran nos seus Cahiers – finalmente veio à tona, com um primoroso aporte histórico-bibliográfico.

Palavras-chave (buscas)

A forma atual do Portal E.M.Cioran 🇧🇷 é completamente distinta da inicial. Foram muitas tentativas e erros, muita experimentação com uma diversidade de layouts e propostas visuais, até chegar na apresentação atual: a coluna principal contendo as publicações e os textos (fundo branco), além de 2 colunas laterais (fundo preto) com nuvens de tags e categorias, imagens destacadas, citações, reprodutor de música, as publicações recentes e as mais lidas, links, entre outras informações em destaque. Não mais uma página inicial estática, como antes, mas a lista (feed) das publicações em ordem cronológica (a mais recente no topo), sempre ilustradas por uma imagem-capa, além do título – Portal E.M.Cioran 🇧🇷 – no canto superior esquerdo.

Estatísticas & Insights

Número de visitantes & leituras: 2019

  • Visitantes: 37k
  • Leituras: 80k
Top 10 países/2019 (visualizações)

Média de visualizações/dia:

  • 2017 – 126
  • 2018 – 189
  • 2019 – 218

access-years

O Portal E.M.Cioran 🇧🇷 é, cada vez mais, um instrumento de pesquisa utilizado por estudantes e leitores de Cioran de todas as partes do mundo. É uma verdadeira honra receber mensagens de leitores, das mais diversas origens, agradecendo pela iniciativa e pela existência deste Portal que, tendo Cioran como objeto central, vai muito além dele.

Como não poderia deixar de ser, o Brasil é de longe o país com o maior número de visitantes. Os EUA invariavelmente em segundo lugar, a Espanha em terceiro. Em 2019, Portugal ultrapassou a França, ocupando o quarto lugar geral.

De 2010 até hoje, dá para contar nos dedos das mãos os países que nunca tiveram nenhum acesso: a Groenlândia, alguns países africanos e outros poucos asiáticos. De resto, o Portal E.M.Cioran 🇧🇷 tem recebido visitantes de praticamente todos os países do mundo, no Ocidente e no Oriente, nas Américas, na África, na Europa e na Ásia. O que só demonstra o alcance universal da obra de Cioran.

Países em cinza nunca tiveram nenhum acesso

40 Países-visitantes (número total de leituras)

Índices de publicações mais lidas

20 mais lidas em 2019 (multilíngue)

1.Aforismos temáticos (1348)
2.“Thinking Against Oneself: Reflections on Cioran”, por Susan Sontag (889)
3.“Despre „Lacrimi şi Sfinţi” sau cartea misticului refuzat”, por Marta Petreu (690)
4.Interview de Simone Boué par Norbert Dodille (490)
5.“Convite triste”, por Carlos Drummond de Andrade (416)
6.“Pequeno ensayo sobre Cioran: un fragmento de lucidez”, por Luis Roca Jusmet (411)
7.“Cioran e le virtù dell’indolenza”, por Massimo Carloni (394)
8.Aforismos > Deus (377)
9.“A consciência é uma doença: pessimismo existencial e Camus, Unamuno e Cioran”, por Joshua Foa Dienstag (364)
10.“A insônia da razão”: Entrevista com Michael Jakob (345)
11.Cioran: conversación com Fernando Savater (341)
12.“Morre Clément Rosset, filósofo da alegria trágica e amigo de Cioran”, por Nicolas Truong (335)
13.“Soy un hombre del fragmento”, por Emil Cioran (228)
14.“Diario de un poeta”, de Philipp Mainländer (283)
15.“Emil Cioran e a escritura de si”, por Rodrigo Inácio Ribeiro Sá Menezes (263)
16.“Fernando Savater. Ensayo sobre Cioran”, por Blas Matamoro (259)
17.“Os ombros suportam o mundo”, por Carlos Drummond de Andrade (254)
18.Aforismos > Lágrimas (239)
19.Espaço M. Liliana Herrera A. (236)
20.Aforismos > Pessimismo (235)

20 mais lidas em 2019 (português)

1.Aforismos temáticos (1348)
2.“Convite triste”, por Carlos Drummond de Andrade (416)
3.Aforismos > Deus (377)
4.“A consciência é uma doença: pessimismo existencial e Camus, Unamuno e Cioran”, por Joshua Foa Dienstag (364)
5.“A insônia da razão”: Entrevista com Michael Jakob (345)
6.“Morre Clément Rosset, filósofo da alegria trágica e amigo de Cioran”, por Nicolas Truong (335)
7.“Emil Cioran e a escritura de si”, por Rodrigo Inácio Ribeiro Sá Menezes (263)
8.“Os ombros suportam o mundo”, por Carlos Drummond de Andrade (254)
9.Aforismos > Lágrimas (239)
10.Espaço M. Liliana Herrera A. (236)
11.“Cântico negro”, por José Régio (235)
12.Aforismos > Pessimismo (235)
13.“Schopenhauer e a teoria política do individualismo possessivo”, por Flamarion Caldeira Ramos (233)
14.In memoriam: María Liliana Herrera Alzate (1960-2019) (231)
15.Obra (226)
16.Aforismos > Desejo (219)
17.“Os terrores e delícias de uma alma demasiado musical: O Livro das Ilusões, de Emil Cioran”, por Rodrigo Inácio R. Sá Menezes (209)
18.Escritas do desastre e outras volúpias: entrevista com Ricardo Gil Soeiro, autor de “Notas Soltas para Cioran” (194)
19.“Para que serve a filosofia?”, por Gilles Deleuze (192)
20.Aforismos > Ceticismo (186)

20 mais lidas em 2019 (inglês)

1.“Thinking Against Oneself: Reflections on Cioran”, por Susan Sontag (889)
2.Tormented by God: The Mystical Nihilism of Emil Cioran, de Mirko Integlia”, prefácio por Antonio Di Gennaro (228)
3.“Gnosticism & Modern Nihilism”, por Ion P. Culianu (207)
4.“Consciousness… the dagger in the flesh. An essay on Cioran”, por Awet Moges (194)
5.“In praise of failure”, por Costica Bradatan (138)
6.“Parisian Buddhism: Cioran’s exercises”, por Peter Sloterdijk (129)
7.“The Problem of Pessimism”, por Frederick C. Beiser (128)
8.The School of Life: “On Being Mediocre” (127)
9.“Weird Mysticism: Philosophical Horror and the Logic of Negation in Ligotti, Bataille, and Cioran”, por Brad Baumgartner (124)
10.“The Philosophical Periods of Emil Cioran”, por Ciprian Valcăn (98)
11.“Wakefulness and Obsession: An Interview with E.M. Cioran”, por Michael Jakob (89)
12.“Zen pessimism: on E.M. Cioran and non-being”, por Brad Baumgartner (82)
13.“Democracy is for the gods”, por Costica Bradatan (80)
14.“The Exile Literature – A New Perspective: Hoffman, Celan, Cioran”, por Mara Magda Maftei (76)
15.“Traces of buddhism in the works of Cioran”, por Marius Dobre (72)
16.“The Patron Saints of Pessimism: Emil Cioran, Friedrich Nietzsche, and other funsters”, por Eugene Thacker (69)
17.“Bach, Mozart and Beethoven’s music – philosophy lived in Cioran’s view”, por Mădălina Dana Rucsanda (69)
18.“If you’re frightened of dying…” – Meister Eckhart (67)
19.“Cosmic Pessimism”, por Eugene Thacker (64)
Documentary: Mircea Eliade – his name, his destiny (64)

20 mais lidas em 2019 (español)

1. “Pequeno ensayo sobre Cioran: un fragmento de lucidez”, de Luis Roca Jusmet (411)
2. Cioran: conversación com Fernando Savater (341)
3. “Soy un hombre del fragmento”, de Emil Cioran (228)
4. “Diario de un poeta”, de Philipp Mainländer (283)
5. “Fernando Savater. Ensayo sobre Cioran”, de Blas Matamoro (259)
6. “Soledad y destino em Cioran” , de José Ignacio Nájera (189)
7. “Beckett y Cioran, cuando la imposibilidad de vivir es un gesto posible”, de Jorge Jiménez
8. “Cioran, el suicidio como proyecto de vida”, de Jairo Alberto Cardona Reyes (144)
9. “Schopenhauer y Cioran. El mundo como absurdo y sufrimiento”, de Alexander Aldana Piñeros (142)
10. Entrevista a M. Liliana Herrera sobre la recepción colombiana de Cioran (133)
11. “Sobre un poema de Eminescu”, de Emil Cioran (130)
12. Lev Shestov (Léon Chestov) visto por Fernando Savater (127)
13. “Filosofía para pesimistas y perdedores: Cioran – Manual de Antiayuda”, de Nelly Romanos (125)
14. Sensible fallecimiento: María Liliana Herrera Alzate (121)
15. “¿Por qué a Cioran no le gusta Heidegger?”, de José Ignacio Nájera (112)
16. “Cioran, un aventurero inmóvil. Treinta entrevistas”, de Ciprian Vălcan
17. “Cioran y la muerte”, de José Carlos Rivera Fernández (104)
18. “En las margenes del ser” (a propósito de Liliana Herrera)”, de Alfredo Abad (96)
19. “El precio de la libertad, un paralelo entre Cioran y Héctor Escobar”, de M. Liliana Herrera A. (95)
20. “In Memoriam Profesora Liliana Herrera: Cioran y Colombia”, de Miguel Ángel Gómez Mendoza (94)

40 mais lidas em todo o tempo (português)

1. Aforismos temáticos (12689)
2. “A consciência é uma doença: pessimismo existencial em Camus, Unamuno e Cioran”, por Joshua Foa Dienstag (5844)
3. Obra (5762)
4. Aforismos > Deus (3523)
5. Em português (3317)
6. Aforismos > Pessimismo (3264)
7. Cioran por… (2973)
8. Aforismos > Niilismo (2817)
9. Aforismos > Fracasso (2703)
10. Teses e dissertações acadêmicas (2525)
11. “Os terrores e delícias de uma alma demasiado musical: O Livro das Ilusões, de Emil Cioran”, por Rodrigo Inácio R. Sá Menezes (2284)
12. Aforismos > Lucidez (2104)
13. Aforismos > Ceticismo (1899)
14. Aforismos > Desejo (1856)
15. Aforismos > Morte (1738)
16. Fortuna crítica (1712)
17. “O neopirronismo de Oswaldo Porchat: interpretações e debate”, por Plínio Junqueira Smith (1534)
18. Aforismos > Melancolia (1520)
19. Aforismos > Lágrimas (1484)
20. Aforismos > Escritura (1245)
21. Aforismos > Sorriso (1199)
22. “Morre Clément Rosset, filósofo da alegria trágica e amigo de Cioran”, por Nicolas Truong (1184)
23. Aforismos > Verdade (1154)
24. Aforismos > Música (1128)
25. Cioran no teatro: “Palestra sobre Nada”, de Euler Santi (1069)
26. “A estrutura do conhecimento religioso”, por Emil Cioran (1003)
27. “Veias carregadas de noites: morte, agonia e pensamento orgânico em Emil Cioran”, por Antônio Carlos Lemos Garcia Júnior (978)
28. “O pensamento insuportável de Emil Cioran”, por João Maurício Barreiro Brás (961)
29. “A insônia da razão”: Entrevista com Michael Jakob (902)
30. “A sabedoria da desilusão”, por José Thomaz Brum (891)
31. Aforismos > Doença (891)
32. Aforismos > Gnose (842)
33. Biografia: 1911-1937 (825)
34. “Emil Cioran e a escritura de si”, por Rodrigo Inácio Ribeiro Sá Menezes (795)
35. “Música e ceticismo em Cioran”, por José Thomaz Brum (793)
36. “A filosofia irritada: última entrevista com Cioran”, por Reynaldo Damazio (761)
37. “Cioran e True Detective, ou a Grande Caça”, por Rodrigo Inácio R. Sá Menezes (716)
38. “O homem e sua inconsistência: traços de uma leitura antropológica na filosofia de Gómez Dávila”, por Pablo Andrés Villegas Giraldo (665)
39. “Javé não é amor”, por Harold Bloom” (646)
40. “A alegria inaudita de Cioran”, por José Thomaz Brum (629)

2020…?

“Estamos todos no fundo de um inferno em que cada instante é um milagre.” – CIORAN, Le mauvais démiurge (1969)

*

Clément Rosset (1939-2018)

Os três primeiros aforismos do Livro IV da Gaia Ciência — livro com o subtítulo Sanctus Januarius, “São Januário”, e escrito durante um inverno eufórico em Gênova — dão uma ideia bastante precisa e bastante complexa do que é a beatitude em Nietzsche.
O primeiro desses textos, o aforismo 276, intitulado “Para o ano novo”, se apresenta na forma de um voto de ano novo contendo instruções intelectuais válidas para todos os anos por vir e para tudo o que seu autor, que também é seu destinatário, será suscetível de pensar em seguida. Esse voto de ano novo, que Nietzsche faz a si mesmo, consiste em uma intenção geral de estar doravante de acordo com tudo o que existe, de viver como amante incondicional de uma realidade considerada sob os auspícios de uma necessidade tão óbvia que ela poderá dali em diante prescindir de fundamento, de qualquer espécie de “pertinência”: “Cada vez mais quero aprender a ver a necessidade nas coisas como a Beleza em si: assim, serei um daqueles que embelezam as coisas. Amor fati: que isso seja doravante meu amor! Não entrarei em guerra contra a feiúra; de modo algum acusarei, nem mesmo os acusadores acusarei. Desviar o olhar: que esta seja minha única negação! E, afinal de contas: quero, a partir de qualquer momento, ser tão-somente pura afirmação.”

ROSSET, ClémentAlegria: a força maior.  Trad. de Eloísa Araújo Ribeiro. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2000, p. 35-39.

*

Dolor Humano

Aquí en mi jaula estoy, con mi jauría
famélica. El escaso nutrimento
de mi carne no sirve de sustento
a la voracidad en agonía

de este tropel devorador que ansía
mi cotidiano despedazamiento
y que ataraza, en busca de alimento,
mis huesos triturados, noche y día.

Pero no me lamento; no podría
dolerme yo, Señor, de mi tormento
junto a tu cruz, que blasfemar sería.

Múltiple fue tu compadecimiento
─por todos tu sufrir─…y en mi agonía
no cabe más dolor que el que yo siento.

Juan José Domenchina

María Liliana Herrera Alzate (1960-2019)

O Portal E.M. Cioran 🇧🇷 será sempre dedicado à memória da professora Liliana Herrera (1960-2019), tendo-a como viva inspiração em matéria de estudos cioranianos e de filosofia em geral. A sua biografia, como a sua obra e os frutos dela, são um exemplo  a ser seguido, em todos os sentidos. Em sua memória e homenagem, criei – vinculado ao Portal – um blogue inteiramente dedicado a Liliana e a temas a ela relacionados:  Espacio M. Liliana Herrera A.

Rodrigo Inácio R. Sá Menezes
Dez. 2019/Jan. 2020

Portal E.M. Cioran 🇧🇷 – 2010-2019 (Pdf)

Publicado por:Portal E.M.Cioran/Br

Deixe aqui suas impressões, comentários e/ou críticas. Deja aquí sus impresiones, comentarios y/o críticas. Leave your impressions, comments and/or critiques here. Laissez ici vos impressions, commentaires et/ou critiques. Lăsați-vă impresiile, comentariile și sau recenziile aici. Lascia qui le sue impressioni, commenti e/o recensioni.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s