Petreu, M.

An infamous past: E.M. Cioran and the rise of fascism in Romania

de Marta Petreu (Chicago: Ivan R. Dee, 2005)
.

Um escritor que faz coisas estúpidas na sua juventude é como uma mulher com um passado vergonhoso, escreve Marta Petreu – nunca perdoada, nunca esquecida. E.M. Cioran, o renomado filósofo niilista e figura literária franco-romena, sabia disso como ninguem. Junto com Heidegger, Sartre, Paul de Mann, e outros, Cioran foi um dos importantes pensadores do século XX a ser seduzido pelo totalitarismo: ele experimentou um drama intelectual e moral perturbador.

Mais do que qualquer outro estudo sobre Cioran, a investigação intensiva que Marta Petreu empreende sobre a sua vida e a sua obra confronta o problema central da sua biografia: sua relação com o extremismo político. O cenário dos excessos de Cioran é a Romênia e a Europa nos anos de 30 e 40, uma época de xenofobia, anti-semitismo, racismo, nazismo e stalinismo… (da orelha do livro).

Tradução do francês: Rodrigo Menezes

Anúncios

Sugestões? Críticas? Contribuições? Deixe aqui o seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s