“La prophétie du pire” (Sylvain David)

Fonte: Chapitre VI. La prophétie du pire – Presses de l’Université de Montréal DAVID, Sylvain, Cioran. Un héroïsme à rebours. Montréal: Presses Universitaires Montréal, 2006. L’homme, bien qu’il soit lui-même mortel, ne peut se représenter ni la fin de l’espace, ni la fin du temps, ni la fin de l’Histoire, ni la fin d’un peuple,…

Leia mais

“O mundo tem de recomeçar” (Emil Cioran)

ALGUÉM terá de sair um dia sob o sol e gritar para seu esplendor e para as trevas dos homens: “O mundo tem de recomeçar, o mundo tem de recomeçar!” Será necessário encontrar um emissário de um mundo novo que assuma todos os riscos da grande nova, que se esgote gritando em todas as direções…

Leia mais

“Du Moi comme apophatisme: Maurice Barrès, Emil Cioran, Philippe Muray” (David Paigneau)

Anales de Filología Francesa, n.º 27, 2019 Abstract: In the theological field, the term apophatism refers to a negative approach of defining God by what he is not rather than by what he is. This way of thinking can be applied to the definition of the writer’s Me as it appears in the literary works,…

Leia mais

“Não resistência à noite” (E.M. Cioran)

No começo, acreditamos avançar para a luz; depois, fatigados por uma marcha sem fim, deixamo-nos deslizar: a terra, cada vez menos firme, não nos suporta mais: abre-se. Em vão buscaríamos perseguir um trajeto para um fim ensolarado, as trevas se dilatam ao redor e dentro de nós. Nenhuma luz para iluminar-nos em nosso deslizamento: o…

Leia mais

“One more time with feeling…” (Nick Cave & The Bad Seeds)

Mostly I never knew which way was out Once it was on, it was on and that was that The umbilicus was a force that they’d found in rabid blood Then I spin on my wheel like a laboratory rat I was an electrical storm on the bathroom floor, clutching the bowl My blood was […]…

Leia mais

10 anos de (in)existência: um blogue que não dorme desde 2010

Os trabalhos e os dias… Três horas da manhã. Apercebo-me deste segundo, e do que se lhe segue, faço o balanço de cada minuto. Por que tudo isto? — Porque eu nasci. Questionarmos o nascimento resulta de um tipo especial de vigílias. CIORAN, Do inconveniente de ter nascido (1973) Em 2019, o Portal E.M.Cioran🇧🇷 completou…

Leia mais

“Clément Rosset, el profeta de lo real” (Fernando Savater)

El País, 30 marzo 2018 El filósofo francés que teorizó la yuxtaposición de lo real y su doble fallece en París a los 78 años Hay filósofos recomendables y otros que no lo son. Los primeros enseñan a pensar bien, a pensar el bien, defienden las buenas causas, denuncian la explotación, alarman a los gobiernos…

Leia mais

“Jesus Alone” (Nick Cave & The Bad Seeds)

You fell from the sky Crash landed in a field Near the river Adur Flowers spring from the ground Lambs burst from the wombs of their mothers In a hole beneath the bridge You convalesced, you fashioned masks of twigs and clay You cried beneath the dripping trees Ghost song lodged in the throat of […]…

Leia mais

Existentialism, Gnosticism, Nihilism: Culianu on Cioran

Existentialism We will not insist on analyzing the relations between existentialism and Gnosticism established by Hans Jonas. I have already done this elsewhere, in detail (Gnosticismo, pp. 119 sq.). Gnosticism and existentialism resemble the phenomenology of the being-in-the-world, which is “pro-iectation” (Geworfenheit), abandonment, forgetfulness, inauthenticity. But while this condition forms, for the Gnostic, only the…

Leia mais

Desespero, a maior vantagem humana: Kierkegaard & Cioran

“A superioridade do homem sobre o animal está pois em ser suscetível de desesperar. […] Assim há uma infinita vantagem em poder desesperar, e, contudo, o desespero não só é a pior das misérias, como a nossa perdição.” (Kierkegaard, O Desespero humano) * “Não existem argumentos para viver. Quem chegou ao limite ainda pode recorrer…

Leia mais

Eduardo Marinho, filósofo essencial

Cioran: … A liberdade (…), não ter obrigações nem responsabilidades, fazer só o que eu quero, não ter horários, só escrever sobre as coisas que me interessam. E não ter outros objetivos que estes. Liiceanu: E esta é a única realização da qual você se orgulha? Ter feito apenas o que você quis? Cioran: Nada mal!

Leia mais

“Meet the Intellectual Founder of Brazil’s Far Right” (Letícia Duarte)

The Atlantic, 28 December 2019 Editor’s Note: This article is part of our “Democracy Undone” series about the erosion of liberal democracy around the world. PETERSBURG, Virginia—Talking with Olavo de Carvalho can be an exercise in self-restraint. As I walked into his house for an interview recently, he was sitting behind his desk, his gray hair neatly combed…

Leia mais

If you knew that you would die today If you saw the face of God and Love Would you change? Would you change? If you knew that love can break your heart When you’re down so low you cannot fall Would you change? Would you change? How bad how good does it need to get? […]

via Delìrivm Còrdia🤘🏼

Cioran, o místico de uma era pós-Deus: entrevista com Mirko Integlia (última parte)

[PDF] Acaba de ser publicado, em inglês, um novo livro de exegese filosófica sobre Cioran – e um importantíssimo, tanto pela temática quanto pela abordagem: Atormentado por Deus: o niilismo místico de Emil Cioran (Libreria Editrice Vaticana, 2019), do filósofo e teólogo Mirko Integlia. O livro é uma minuciosa análise textual e contextual, histórico-hermenêutica, disso…

Leia mais

How many people rise and say “My brain’s so awfully glad to be here For yet another mindless day”? I’ve got all morning to obsessively accrue A small nation of meaningful objects And they’ve got to represent me too By this afternoon, I’ll live in debt By tomorrow, be replaced by children How many people […]

via Delìrivm Còrdia🤘🏼

"Triste", por Beatriz Calle

Publicado originalmente em Espacio M. Liliana Herrera A. 🇨🇴:
Cuando al quererlo la suertese mezclan a nuestras vidas,de la ausencia o de la muerte,las penas desconocidas, y, envueltos en el misteriovan, con rapidez que asombra,amigos al cementerio,ilusiones a la sombra, la intensa voz de ternuraque vibra en el alma amantecomo entre la noche oscurauna campana distante,…

Leia mais

“Getting away with it (all messed up)” (James)

Are you aching for the blade? That’s okay, we’re insured Are you aching for the grave? That’s okay, we’re insured Getting away with it, all messed up Getting away with it, all messed up That’s the living We’re getting away with it, all messed up Getting away with it, all messed up That’s called living…

Leia mais

“Canto Das Três Raças” (Clara Nunes)

Ninguém ouviu Um soluçar de dor No canto do Brasil Um lamento triste Sempre ecoou Desde que o índio guerreiro Foi pro cativeiro E de lá cantou Negro entoou Um canto de revolta pelos ares No Quilombo dos Palmares Onde se refugiou Fora a luta dos Inconfidentes Pela quebra das correntes Nada adiantou E de…

Leia mais

“Vai passar” (Chico Buarque & Francis Hime)

Os homens dizem: “tudo passa” – mas quantos compreendem o alcance desta aterradora banalidade? Quantos fogem da vida, a cantam ou a choram? Quem não está imbuído da convicção de que tudo é vão? Mas quem ousa encarar as consequências disso? O homem com vocação metafísica é mais raro que um monstro – e entretanto…

Leia mais

Jeff Koons, Anti-Cioran

Um ser sem duplicidade não possui profundidade e mistério; não esconde nada. Só a impureza é sinal de realidade. E se os santos não são inteiramente desprovidos de interesse, é que sua sublimidade mistura-se ao romance e sua eternidade presta-se à biografia; suas vidas indicam que abandonaram o mundo por um gênero suscetível de cativar-nos…

Leia mais

“Mensagem à Poesia” (Vinícius de Moraes)

“A minha missão é sofrer por todos os que sofrem sem o saberem. Devo pagar por eles, expiar a sua inconsciência, a sorte que têm de ignorar até que ponto são infelizes.” (Cioran) Não posso Não é possível Digam-lhe que é totalmente impossível Agora não pode ser É impossível Não posso. Digam-lhe que estou tristíssimo,…

Leia mais

“Una filósofa pereirana difusora de Cioran” (Alberto Antonio Berón Ospina)

Caminar con Liliana Herrera solía ser un desafío, porque esa joven contaba con voz propia y pensar propio: fuera reflexionando acerca de la ciudad de Pereira, que ya en los años ochenta mostraba su capacidad de olvido e indolencia. LA COLA DE LA RATA, 01/10/2019 “La poesía nace simultáneamente con la oración, el canto y…

Leia mais

“Poema de Natal” (Vinícius de Moraes)

POEMA DE NATAL Rio de Janeiro , 1946 Para isso fomos feitos: Para lembrar e ser lembrados Para chorar e fazer chorar Para enterrar os nossos mortos – Por isso temos braços longos para os adeuses Mãos para colher o que foi dado Dedos para cavar a terra. Assim será a nossa vida:Uma tarde sempre…

Leia mais

“Cioran e Guitton” (Gianfranco Ravasi)

Pubblicato col titolo: Cioran e Guitton nel cortile del dialogo, su IlSole24ORE, n. 157 (09/06/2019). Apud Pontificio Consiglio della Cultura. È ormai da un decennio che è in azione il “Cortile dei Gentili” allestito dal Pontificio Consiglio della Cultura (un dicastero vaticano che, quando fu fondato da Paolo VI, era denominato «per i non credenti»), dedicato al…

Leia mais