“La métaphore Camusienne : paradigme de l’étrangeté” (Sidi Mohamed Lakhdar Barka)

“La métaphore Camusienne : paradigme de l’étrangeté” (Sidi Mohamed Lakhdar Barka)

  Insaniyat / إنسانيات [En ligne], 43 | 2009, mis en ligne le 11 avril 2012, consulté le 24 mars 2018. URL : http://journals.openedition.org/insaniyat/763 ; … Continuar lendo “La métaphore Camusienne : paradigme de l’étrangeté” (Sidi Mohamed Lakhdar Barka)

“A morte de si: uma possível interpretação do suicídio através do Breviário de decomposição e d’O mito de Sísifo” (Luccas Stangler)

“A morte de si: uma possível interpretação do suicídio através do Breviário de decomposição e d’O mito de Sísifo” (Luccas Stangler)

Dissertação de graduação como requisito parcial para a obtenção do grau Bacharel em História, Curso de História da Universidade de … Continuar lendo “A morte de si: uma possível interpretação do suicídio através do Breviário de decomposição e d’O mito de Sísifo” (Luccas Stangler)

“A consciência é uma doença: pessimismo existencial em Camus, Unamuno e Cioran” (Joshua Foa Dienstag)

“A consciência é uma doença: pessimismo existencial em Camus, Unamuno e Cioran” (Joshua Foa Dienstag)

Do livro Pessimism: philosophy, ethic, spirit. Princeton/Oxford: Princeton University Press, 2006, pp 118-158. Tradução de Rodrigo Inácio Ribeiro Sá Menezes. * … Continuar lendo “A consciência é uma doença: pessimismo existencial em Camus, Unamuno e Cioran” (Joshua Foa Dienstag)