“A sensibilidade trágica na Romênia” (Emil Cioran)

“La sensibilité tragique en Roumanie”, in Solitude et destin. Trad. de Alain Paruit. Paris : Arcades/Gallimard, 2004, p. 254-256. Do original: „Sensibilitatea tragică în Romania”, in Abecedar, an I, nr. 13 – 14, 3 – 10 august 1933, p. 1 – 2. Um dos elementos da minha tristeza é só poder determinar negativamente as realidades romenas.…

Leia mais

“Indivíduo e cultura” (Emil Cioran)

“Quase ninguém mais fala de sua própria experiência, de suas penas e de suas angústias pessoais, todo mundo fala das complicações de uma cultura que não lhes fornece um sentido preciso nem uma fórmula de equilíbrio.” Cioran, “Indivíduo e cultura” (1932) Este texto, escrito por um jovem Cioran aos 21 anos de idade, e publicado…

Leia mais

“Oskar Kokoschka” (Emil Cioran)

In: Solitude et destin. Trad. de Alain Paruit. Paris: Gallimard, 2001, p. 30-32. Originalmente publicado em Gândirea, Bucareste, setembro/novembro de 1931. * Se Picasso é característico de nossa época (entendendo-se as últimas décadas) por sua mobilidade e por seu espírito proteiforme, pelas numerosas correntes das quais participou sem ser capaz de encontrar uma consistência espiritual, Kokoschka…

Leia mais

“Sobre o sucesso” (Emil Cioran)

In: Solitude et destin. Trad. de Alain Paruit. Paris: Gallimard (coll. « Arcades »), 2004. Artigo publicado originalmente em Mişcarea, 18 de julho de 1931 [“Despre succese”]. Um homem sincero me confiou que, tendo apenas sucessos em sua vida, ele não pôde adquirir a consciência de seu valor pessoal, de suas possibilidades e limites. Essa…

Leia mais

“«Max Stirner», il monologo visionario di Emil Cioran” (Amelia Natalia Bulboacă)

Orizzonti Culturali Italo-Romeni, ottobre 2016 Il testo qui proposto fa parte di quei manoscritti (provenienti dall’archivio del fratello di Emil Cioran, Aurel Cioran) che sono saliti alle cronache (per lo meno in Romania e in Francia) anche a causa delle travagliate vicende legate ai diritti di proprietà e alle rocambolesche vendite all’asta. Fortunatamente, questi documenti…

Leia mais

“A estrutura do conhecimento religioso” (Emil Cioran)

Publicado originalmente em Revista Teologică [título original: Structura cunoașterei religioase], fevereiro-março de 1932. Extraído do volume Solitude et destin. Paris: Gallimard (coll. Arcades), 2004, pags. 66-73. Trad. de Rodrigo Inácio Ribeiro Sá Menezes. * Há algumas décadas, postular o problema do conhecimento religioso teria parecido não apenas inapropriado, mas inclusive injustificado, pois se admitia como…

Leia mais