“Aquele que diz sim, aquele que diz n√£o: religiosidade e heresia” (Mar√≠lia Fiorillo)

“Aquele que diz sim, aquele que diz n√£o: religiosidade e heresia” (Mar√≠lia Fiorillo)

Revista Estudos de Sociologia, v. 18, n. 34 (2013 RESUMO: Imagina√ß√£o e religi√£o entronizada s√£o antit√©ticas. O dogma, cerne das … Continuar lendo “Aquele que diz sim, aquele que diz n√£o: religiosidade e heresia” (Mar√≠lia Fiorillo)

Sobre Revela√ß√£o e Revolu√ß√£o, religi√Ķes ut√≥picas e utopias pol√≠ticas (E.M. Cioran)

Sobre Revela√ß√£o e Revolu√ß√£o, religi√Ķes ut√≥picas e utopias pol√≠ticas (E.M. Cioran)

Muitas vezes o reacion√°rio √© apenas um s√°bio habilidoso, um s√°bio interesseiro que, explorando politicamente as grandes verdades metaf√≠sicas, vasculha … Continuar lendo Sobre Revela√ß√£o e Revolu√ß√£o, religi√Ķes ut√≥picas e utopias pol√≠ticas (E.M. Cioran)

“Cioran n√£o ficou imune aos equ√≠vocos pol√≠ticos, o pecado original dos fil√≥sofos” (Jos√© Thomaz Brum)

“Cioran n√£o ficou imune aos equ√≠vocos pol√≠ticos, o pecado original dos fil√≥sofos” (Jos√© Thomaz Brum)

O Globo, 20 de janeiro de 1996 A filosofia de Cioran n√£o constitui uma arquitetura abstrata de conceitos ideais. Medita√ß√£o … Continuar lendo “Cioran n√£o ficou imune aos equ√≠vocos pol√≠ticos, o pecado original dos fil√≥sofos” (Jos√© Thomaz Brum)