Intervista con Vincenzo Fiore: su filosofia auto-sperimentale, anti-fanatismo e «l’infernale sincerità» di Cioran

Intervista con Vincenzo Fiore: su filosofia auto-sperimentale, anti-fanatismo e «l’infernale sincerità» di Cioran

Orizzonti Culturali Italo-Romeni, n. 9, settembre 2019, anno I «In un’epoca dove il fanatismo sembra essere tornato alla ribalta a … Continuar lendo Intervista con Vincenzo Fiore: su filosofia auto-sperimentale, anti-fanatismo e «l’infernale sincerità» di Cioran

Diálogos Lapunkt entre Lucian Boia y Cristian Pătrăşconiu: El juego con el pasado: historia y verdad (Universidad Tecnológica de Pereira, 2019)

Diálogos Lapunkt entre Lucian Boia y Cristian Pătrăşconiu: El juego con el pasado: historia y verdad (Universidad Tecnológica de Pereira, 2019)

La Universidad Tecnológica de Pereira (UTP) publicará el libro electrónico Diálogos Lapunkt entre Lucian Boia y Cristian Pătrăşconiu. El juego con el … Continuar lendo Diálogos Lapunkt entre Lucian Boia y Cristian Pătrăşconiu: El juego con el pasado: historia y verdad (Universidad Tecnológica de Pereira, 2019)

Ceticismo, fragmento e lucidez: “Emil Cioran. A Filosofia como Desfascinação e a Escritura como Terapia”, de Vincenzo Fiore [pt. 2] (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Ceticismo, fragmento e lucidez: “Emil Cioran. A Filosofia como Desfascinação e a Escritura como Terapia”, de Vincenzo Fiore [pt. 2] (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Na primeira parte do livro, “Uma juventude entre desespero e fervor político”, Fiore perfaz o itinerário de formação do jovem … Continuar lendo Ceticismo, fragmento e lucidez: “Emil Cioran. A Filosofia como Desfascinação e a Escritura como Terapia”, de Vincenzo Fiore [pt. 2] (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Ceticismo, fragmento e lucidez: “Emil Cioran. A Filosofia como Desfascinação e a Escritura como Terapia”, de Vincenzo Fiore [pt. 1] (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Ceticismo, fragmento e lucidez: “Emil Cioran. A Filosofia como Desfascinação e a Escritura como Terapia”, de Vincenzo Fiore [pt. 1] (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

FIORE, Vincenzo. Emil Cioran. La filosofia come de-fascinazione e la scrittura come terapia. Piazza Armerina/Enna: Nulla Die, 2018, 187 pp. … Continuar lendo Ceticismo, fragmento e lucidez: “Emil Cioran. A Filosofia como Desfascinação e a Escritura como Terapia”, de Vincenzo Fiore [pt. 1] (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Aquele que diz sim, aquele que diz não: religiosidade e heresia” (Marília Fiorillo)

“Aquele que diz sim, aquele que diz não: religiosidade e heresia” (Marília Fiorillo)

Revista Estudos de Sociologia, v. 18, n. 34 (2013 RESUMO: Imaginação e religião entronizada são antitéticas. O dogma, cerne das … Continuar lendo “Aquele que diz sim, aquele que diz não: religiosidade e heresia” (Marília Fiorillo)

Sobre Revelação e Revolução, religiões utópicas e utopias políticas (E.M. Cioran)

Sobre Revelação e Revolução, religiões utópicas e utopias políticas (E.M. Cioran)

Muitas vezes o reacionário é apenas um sábio habilidoso, um sábio interesseiro que, explorando politicamente as grandes verdades metafísicas, vasculha … Continuar lendo Sobre Revelação e Revolução, religiões utópicas e utopias políticas (E.M. Cioran)

“Cioran não ficou imune aos equívocos políticos, o pecado original dos filósofos” (José Thomaz Brum)

“Cioran não ficou imune aos equívocos políticos, o pecado original dos filósofos” (José Thomaz Brum)

O Globo, 20 de janeiro de 1996 A filosofia de Cioran não constitui uma arquitetura abstrata de conceitos ideais. Meditação … Continuar lendo “Cioran não ficou imune aos equívocos políticos, o pecado original dos filósofos” (José Thomaz Brum)