“Cioran e a antropologia apocalíptica” (Amelia Natalia Bulboacă)

Publicado originalmente em Cioran, archives paradoxales, tomo II. Paris: Éditions Garnier, 2015, p. 181-193. Em seu primeiro livro, Nos cumes do desespero, publicado em 1934, Cioran declarava: Por mais que eu tenha me debatido neste mundo e por mais que eu tenha me separado dele, a distância entre mim e ele só o tornou mais acessível.…

Leia mais