Perfeccionismo, “Obsessão do Essencial” e a condição fragmentária (Cioran)

Nos Cahiers (p. 73), estas 2 anotações, uma seguida da outra: Chercher l’être avec des mots!- Tel est notre donquichottisme, tel est le délire de notre entreprise essentielle. [Buscar o ser com palavras! — tal é o nosso donquixotismo, tal é o delírio de nossa empresa essencial.] Si jamais mortel a été tourmenté, supplicié par…

Leia mais

“Ruminações poéticas sobre o Essencial” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Um monge e um açougueiro brigam no interior de cada desejo. Cioran, Silogismos da amargura O que dizer do Essencial? Esse ponto indeterminado, não-horizonte do Ser, essa zona de incerteza vertigem turbulência Abismo fonte de impureza, em que Espírito e Vida se matam, engendram, multiplicam-se, diminuem e se dilatam, no ritmo de um demonismo bestial…

Leia mais

“Do conhecimento religioso: sobre um texto de juventude e sua repercussão na obra de Cioran” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Além de um sentimento fundamental da existência, a categoria do religioso designa também um tipo especial de conhecimento, aquele que mais importa para Cioran. Num artigo publicado na Revista Teologică (1932), “A estrutura do conhecimento religioso“, o jovem estudante de filosofia na Universidade de Bucareste faz a crítica do racionalismo e afirma a “preeminência do…

Leia mais

“Obsessão do Essencial” (E.M. Cioran)

QUANDO TODA INTERROGAÇÃO parece acidental e periférica, quando o espírito busca problemas sempre mais vastos, acontece que em seu avanço já não tropeça em nenhum objeto, apenas no obstáculo difuso do Vazio. Desde então, o impulso filosófico, exclusivamente voltado para o inacessível, expõe-se à falência. Quando examina as coisas e os pretextos temporais, impõe-se preocupações…

Leia mais