“O Ceticismo Gn贸stico de Jean Baudrillard”, por Wilson Ferreira

Revista F贸rum, 1潞 de outubro de 2011

Falecido em 2007 aos 77 anos, intelectual iconoclasta e provocador, influenciou o cinema (homenageado no filme 鈥淢atrix鈥 na sequ锚ncia do livro oco cuja capa 茅 o t铆tulo de uma obra de Baudrillard), televis茫o, web art e duas gera莽玫es na sociologia. Mas, o que 茅 pouco conhecida, 茅 a matriz gn贸stica do pensamento no qual se baseia suas obras das tr锚s 煤ltimas d茅cadas. Para ele a realidade do mundo fora seduzida pelo Mal e acreditava na impossibilidade do conhecimento atrav茅s de algum princ铆pio racional ou materialista.

Sempre o pensamento de Baudrillard esteve associado a uma cr铆tica materialista da sociedade de consumo e da cultura midi谩tica. Se nos primeiros livros encontramos um pesquisador s贸brio e cuidadoso com os conceitos envolvidos nos estudos sobre signos e a semiologia, nas tr锚s 煤ltimas d茅cadas encontramos livros de um pensador com ins贸litos paradoxos, provoca莽玫es, aforismas hiperb贸licos, paroxismos.

De repente Baudrillard parece ter sido tomado por um 鈥渢errorismo metaf铆sico鈥:鈥淧ara mim a realidade do mundo foi seduzida, e isso 茅 o que 茅 fundamentalmente manique铆sta em meu trabalho. Tal como os Maniqueos, n茫o acredito na possibilidade de conhecer o mundo atrav茅s de algum princ铆pio racional ou materialista 聽鈥 da铆 a diferen莽a entre o meu trabalho e o processo de evocar a d煤vida radical em Descartes鈥.

Desde a d茅cada de 1980 Baudrillard empreendeu uma rigorosa demoli莽茫o, atrav茅s de um ceticismo radical, de todo e qualquer referencial emp铆rico ou real seja no pensamento cient铆fico ou na pr贸pria sociedade: a Economia se converte em ritual Potlach; a escala de necessidades humanas que justificaria a sociedade de consumo jamais existiu; Guerra do Golfo ou o atentado a茅reo ao WTC em 11 de setembro de 2001 foi um 鈥渘茫o-acontecimento鈥, simulacro midi谩tico; o real foi assassinado atrav茅s de um 鈥渃rime perfeito鈥: a hegemonia do imagin谩rio da presun莽茫o da cat谩strofe, mais mobilizador do que o imagin谩rio do progresso.

Baudrillard viu por todos os lados a 鈥渟edu莽茫o da realidade do mundo鈥 pelo Mal. 脡 evidente nessa l贸gica a influ锚ncia do pensamento gn贸stico, principalmente de Mani como demonstra essa outra declara莽茫o:聽鈥淥 mundo n茫o 茅 dial茅tico, ele tende para extremos, n茫o para equil铆brio, tende para o antagonismo radical. Esse 茅 tamb茅m o princ铆pio do Mal鈥… [+]