“Ser ateu graças a Deus, ou de como ser pobre é não haver menos que o infinito: a-teísmo, a-teologia e an-arquia mística em Meister Eckhart” (Paulo Borges)

Eliade me disse que seu professor de filosofia, Dasgupta, que escreveu a maior história da filosofia hindu em inglês, lhe disse o seguinte: “O maior pensador do Ocidente é Mestre Eckhart.” Eu citei isto recentemente a um professor alemão e ele começou a rir, achando-o absolutamente estúpido: e, no entanto, é verdade. Pode-se dizer que Mestre Eckhart é o pensador mais profundo que já existiu no Ocidente. Não é nem um pouco um exagero ou uma aberração. Mas creio que o tipo de pensador como Mestre Eckhart é um caso único. E, de resto, Mestre Eckhart foi também um imenso escritor. (Cioran, Entretiens)

RESUMO: É nossa intenção comentar um dos sermões mais conhecidos e polémicos de Mestre Eckhart, o Beati pauperes spiritu…, onde nos parecem condensar-se os temas e as teses mais singulares, embora não absolutamente originais, do autor. Nele o mestre renano procede a uma meditação sobre a primeira bem-aventurança, surpreendente pela radicalidade das suas posições e pela profundidade da experiência espiritual que testemunham. É que, se haverá em Eckhart um “gosto das posições extremas”, ele parece decorrer do sabor intenso daquilo que mística e metafisicamente experiencia, aquém-além dos limites de conceitos e palavras, mas (e)levando conceitos e palavras a expressá-lo o melhor possível… [+]

Paulo Borges é professor do Departamento de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde trabalha nas áreas de Filosofia da Religião, Filosofia em Portugal e Antropologia e Cultura e integra o projecto de investigação “A Filosofia e as Grandes Religiões do Mundo”. Membro e investigador do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, onde coordena o projecto “Agostinho da Silva: estudo do espólio” e integra os projectos “A questão de Deus. História e Crítica” e “Arte e Religião”. Doutorou-se em 2000 com uma dissertação sobre Metafísica e Teologia da Origem em Teixeira de Pascoaes (do site do autor).

Anúncios