La figure du raté : perspectives comparatistes

POST-SCRIPTUM, n. 13, mai 2011 Présentation de Sara Danièle BÉLANGER-MICHAUD Les figures du raté ne sont pas rares en littérature : qu’on pense à l’Oblomov de Gontcharov, à l’homme du sous-sol de Dostoïevski, au Bartleby de Melville ou aux personnages de Maupassant, de Bernhard, de Vila-Matas ou de Coetzee. Mais cette figure n’est pas seulement l’apanage…

Leia mais

Solitude et lumière : ténèbres du troglodyte et éblouissement du désert chez Cioran (Lauralie Chatelet)

DEMARS, Aurélien ; STĂNIŞOR, Mihaela-Genţiana Stănişor. Cioran, archives paradoxales : nouvelles approches critiques. Tome IV, Classiques Garnier, pp.73-83, 2019. J’aborderai ici deux figures de la solitude chez Cioran, celles de l’ermite et du troglodyte. Force est de constater qu’il y a une tension chez Cioran dans sa conception même de la solitude. Plutôt que solitude…

Leia mais

“Harmonias do inferno” – Baudelaire e a crise do paradigma musical (Eduardo Veras)

Remate de Males, Campinas-SP, n. 1, pp. 301-320, ja.jun./2019 Resumo: Este artigo propõe uma análise da relação problemática que a poesia de Baudelaire estabelece com a música. Pretendemos mostrar como o poeta dramatiza a desestruturação da linguagem poética tradicional pela adesão a uma retórica da desarmonia, da dissonância e do barulho, sem contudo se render…

Leia mais

“A dor e o existir: Fernando Pessoa” (Neyza Prochet)

Cadernos de psicanálise (Rio de Janeiro), vol. 34, no. 27, Rio de Janeiro, dez. 2012 Para o homem, a arte é o recurso que possibilita dar forma, tempo e lugar àquilo que, de outro modo, lhe seria inacessível. É a capacidade criativa que conecta o indivíduo a seu núcleo central, à fonte de onde se…

Leia mais

“A melancholic exile: Emil Cioran and the feeling of nostalgia” (Paolo Vanini)

Abstract: This article aims to investigate the relationship between nostalgia, solitude, and skepticism in Emil Cioran’s thought. In the first place, we will examine how the concepts of Sehnsucht, saudade and dor are interpreted by Cioran as similar forms of radical nostalgia. In the second place, we will see how the skeptical attitude of doubting…

Leia mais

“Du Moi comme apophatisme: Maurice Barrès, Emil Cioran, Philippe Muray” (David Paigneau)

Anales de Filología Francesa, n.º 27, 2019 Abstract: In the theological field, the term apophatism refers to a negative approach of defining God by what he is not rather than by what he is. This way of thinking can be applied to the definition of the writer’s Me as it appears in the literary works,…

Leia mais

“Meet the Intellectual Founder of Brazil’s Far Right” (Letícia Duarte)

The Atlantic, 28 December 2019 Editor’s Note: This article is part of our “Democracy Undone” series about the erosion of liberal democracy around the world. PETERSBURG, Virginia—Talking with Olavo de Carvalho can be an exercise in self-restraint. As I walked into his house for an interview recently, he was sitting behind his desk, his gray hair neatly combed…

Leia mais

“Cioran e Guitton” (Gianfranco Ravasi)

Pubblicato col titolo: Cioran e Guitton nel cortile del dialogo, su IlSole24ORE, n. 157 (09/06/2019). Apud Pontificio Consiglio della Cultura. È ormai da un decennio che è in azione il “Cortile dei Gentili” allestito dal Pontificio Consiglio della Cultura (un dicastero vaticano che, quando fu fondato da Paolo VI, era denominato «per i non credenti»), dedicato al…

Leia mais

“Não existem ateus na Bahia” (Cynara Menezes)

Carta Capital, 3 de abril 2012 Um ateu baiano é que nem uma pessoa que crê em Deus: ambos têm diante de si a dura missão de convencer o mundo. O crente é desafiado a provar a vida inteira, inclusive a si, que há um Deus. Já o ateu baiano, nascido numa terra cuja capital,…

Leia mais

“Jesus veio nos libertar das religiões?” (Juan Arias)

El País, 17 de dezembro 2019 Logo depois surgiu uma Igreja misógina que continua tristemente viva dois mil anos mais tarde e pela qual o revolucionário papa Francisco luta para devolvê-la o sopro de liberdade Pode parecer um paradoxo, mas existe um consenso entre o biblistas mais abertos de hoje em defender que o profeta…

Leia mais

“A patifaria intelectual de Olavo de Carvalho” (Tomás Troster)

Decidi revisitar o trabalho do filósofo e avaliar o agora ‘guru do presidente’. Deixo o leitor tirar suas próprias conclusões Carta Capital, 13 de dez. 2019 A Dialética erística é uma obra na qual Schopenhauer expõe 38 estratagemas – subterfúgios ou artimanhas – usados inescrupulosamente para vencer um debate. Segundo Dionisio Garzón, a obra só…

Leia mais

“Emil Cioran e Correia de Sá: o ensaio de um ‘desconhecido’ ilustre” (Rui Benevides Prates)

Meus eternos agradecimentos a Rui Benevides Prates, o “arqueólogo” cioraniano que desenterrou estas relíquias. 1. Introdução “Dans le Jornal Do Comercio de Rio de Janeiro du 2 XI 68, un inconnu, Correia de Sá, vient d’écrire un des articles les plus sérieux qu’on ait jamais écrit sur moi. Que ce soit dans un «Journal de…

Leia mais

“O criador paroxismo da ilusão – amor” (Juan Pablo Enos Santana Santos)

RESUMO: O filósofo e ensaísta Emil Cioran é constantemente lembrado pelo seu ceticismo, lucidez, desespero e pessimismo. No entanto, mostro nesta comunicação as diversas formas em que o amor, de carácter individual e criador, aparece em seus dois primeiros escritos de juventude. Neste momento, Cioran vê o amor como fonte vital de transfiguração. Em sua […]…

Leia mais

“Breviário de Decomposição: livro perigoso e essencial” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Por que reunir-se em torno do Précis de décomposition – e celebrá-lo? Alguns diriam que não há nada aí a ser celebrado, muito pelo contrário. Cioran: pró e contra… Qual a importância do Breviário de decomposição, conforme o temos, desde 1989, primorosamente traduzido ao português pelo professor José Thomaz Brum? Qual sua importância hoje, para […]…

Leia mais

“Working Notes of a Practising Neo-Generalist (#16) — On Montaigne and how to remember the books you read” (Mark Storm)

MEDIUM, April 3, 2018 On the ceiling beams of the Tower where he wrote his famous Essais, Montaigne had sayings carved into the wood; Latin and Greek quotes from the classical authors to inspire him. One of these is from Pliny the Elder (Naturalis Historia, ii. 7): “Solum certum nihil esse certi et homine nihil miserius aut superbius”…

Leia mais

“30 anos da primeira edição brasileira do Breviário de Decomposição” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Encaminhar-se para o fim da história com uma flor na lapela: único traje apropriado no desenvolvimento do tempo. Que lástima que não haja um Juízo Final, que não tenhamos ocasião para um grande desafio!” (Breviário de decomposição) * “O final da história? O fim do homem? É sério pensar nisso? São acontecimentos longínquos que a…

Leia mais

A Reading of Leonard Cohen’s “The Future” (Heidi Hochenedel)

THE LEONARD COHEN FILES In his 1992 album The Future, poet and musician Leonard Cohen combines images, both sacred and profane, to reveal a stunning vision of the apocalypse and the means to salvation. Although Cohen is a Jewish student of Buddhism, he frequently uses Christian mythology in his writing. The purpose of this essay…

Leia mais

O Mau Demiurgo: Cúmulo do “Veneno Abstrato”, ou Porque Coringa Não É Cioran (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“O bem-sucedido em tudo é necessariamente superficial. O fracasso é uma versão moderna do nada. Ao longo da minha vida, estive fascinado pelo fracasso. Um mínimo de desequilíbrio se impõe. Ao ser perfeitamente sadio física e psiquicamente falta um saber essencial. Uma saúde perfeita é a-espiritual.” (Entrevistas com Sylvie Jaudeau) “A única experiência profunda é…

Leia mais

Echoes of Laughter in The Pale Moonlight: Notes on Joker (John Gillen)

MEDIUM, October 16, 2019 “You are only given a little spark of madness. You mustn’t lose it.” — Robin Williams In the late twentieth century, a writer named Emil Cioran was invited to speak in Zurich. He was introduced with much reverence and compared to some of the greatest existentialist philosophers in history like Kierkegaard…

Leia mais

“Metaphysical Unease as a Result of Biological Disturbance” (Daniel Maidman)

Dude, you’re missing Joel-Peter Witkin… HuffPost, 02/24/2016 When I saw “Beautiful Beast,” at the New York Academy of Art, I hadn’t written anything about art for a while. I’ve been a bit out of circulation lately — my schedule has gotten to the point where I must often choose between painting and writing, and painting…

Leia mais

“Una filosofía de la Caída” (M. Liliana Herrera A.)

In: HERRERA A., M. Liliana; ABAD T., Alfredo A. (orgs.), Cioran en perspectivas. Pereira: Universidad Tecnológica de Pereira, 2009, p. 204-217. De las consideraciones lingüísticas y poéticas sobre la obra de Cioran, nos desplazamos ahora a aquellas de índole filosófica. Algunos autores acertadamente han afirmado que el pensamiento de Cioran puede entenderse como una filosofía de…

Leia mais

“Esther Seligson” (Elena Poniatowska)

La Jornada, Mexico, 14 de febrero de 2010 “Tienes que poder.” “No puedo.” “Claro que puedes” – la voz se hace aún más tajante. “Esther, el 7 de julio es el cumpleaños de mi hijo.” Al oír la palabra “hijo”, Esther cambia radicalmente. (A ella se le murió su hijo Adrián, que voló de este mundo.) “Ah, entonces…

Leia mais

“Cioran o el grito de la conciencia ulcerada” (Esther Seligson)

Revista de la Universidad de Mexico, no. 413, junio de 1985 A]uan Espinasa, quien nos regaló el primer libro de Cioran que leímos Fieles a la pregunta que E. M. Cioran se hace en su ensayo Más allá de la novela, “¿ qué interés puede presentar una vida?”, podríamos suprimir sus datos biográficos, que se…

Leia mais

“Cioran e a pós-modernidade: uma crítica às metanarrativas” (Flávio Rocha de Deus)

Revista LAMPEJO, Volume 8, nº 1, 1º Semestre de 2019 RESUMO: Apesar da diversidade de percepções do que vem a ser a pós-modernidade, existe um ponto de convergência entre uma parte significante dos estudiosos do tema, que é caracterização desta época como um período de falência e descrença em ideias totalizantes. Através do olhar de…

Leia mais

“The Legionaries rise! The neo-Legionary movement in post-Communist Romania” (Cecilie Endresen)

Originally in Südost-Forschungen 69/70 , 2010 By the late 1990s, several “Legionary” groups, claiming to be the successors of the “Legiunea Arhanghelul Mihail” (The Legion of Michael the Archangel), had emerged across Romania. In order to distinguish these Post-Communist groups from their purported predecessor, which was founded by Corneliu Zelea Codreanu in 1927, I will refer to them as “neo–Legionary” groups. The neo-Legionary movement is…

Leia mais

“Lenguaje interior y aforismo: una analogía” (M. Liliana Herrera A.)

In: HERRERA A., M. Liliana; ABAD T., Alfredo A. (orgs). Cioran en perspectivas. Pereira: Universidad Tecnológica de Pereira, 2009, p. 235-253. [Pdf] Dentro de la investigación llevada a cabo por Vygotsky acerca del pensamiento y el lenguaje, queremos retomar el tema del lenguaje interior para establecer un paralelo entre los planteamientos del psicólogo ruso y…

Leia mais

“Sobre la realidad del cuerpo” (M. Liliana Herrera)

Religare 10 (1), 1-3, Março de 2013. Dossiê Cioran e a religião [Pdf] Alma se tiene a veces. Nadie la posee sin pausa y para siempre. Wislawa Szymborska Una reflexión contemporánea sobre el cuerpo y la enfermedad realmente sugestiva por su aspereza, es la que ha elaborado Cioran. Y no es que haya algo totalmente…

Leia mais

“La soledad en Dios” (M. Liliana Herrera A.)

In: HERRERA A., M. Liliana; ABAD T., Alfredo A. (orgs.), Cioran en perspectivas. Pereira: Universidad Tecnológica de Pereira, 2009, p. 219-226. TEMA INSÓLITO para algunos lectores de Cioran es el de su conflictiva relación con Dios. Varios motivos se pueden encontrar en su obra que se articulan a esta problemática; por ejemplo, la creación como…

Leia mais

“Cioran y el instinto religioso: la no rendición” (M. Liliana Herrera)

In: HERRERA A., M. Liliana; ABAD T., Alfredo A. (orgs). Cioran: ensayos críticos. Pereira: Universidad Tecnológica de Pereira, 2008, p. 208-225. ¡La pasión de lo absoluto en un alma escéptica! Cioran En su artículo Le démon cioranien et dieu, Ariana Bălaşa señala que la confrontación que Cioran sostiene con Dios “ha preocupado a muchos pensadores…

Leia mais

“Variaciones” (M. Liliana Herrera A.)

In: HERRERA A., María Liliana; ABAD T., Alfredo A. (orgs.), Cioran en perspectivas. Pereira: Universidad Tecnológica de Pereira, 2009. p. 170-192. De la naturaleza esencialmente paradójica de la obra de Cioran surge ante la mirada de sus estudiosos una variedad de temas que están determinados también por la formación intelectual e intereses de cada uno…

Leia mais

🇨🇴 Espaço M. Liliana Herrera A. (1960-2019)

Uma vida, uma obra Em homenagem à professora María Liliana Herrera Alzate (1960-2019), falecida em 20 de setembro de 2019, o Portal E.M.Cioran 🇧🇷 inaugura o especial  Espaço M. Liliana Herrera. É, antes de tudo, uma homenagem à poeta, filósofa, professora, tradutora, curadora cultural, conhecedora e importante estudiosa da obra Cioran — entre tantas outras atividades, virtudes e facetas…

Leia mais