“Cioran não ficou imune aos equívocos políticos, o pecado original dos filósofos” (José Thomaz Brum)

“Cioran não ficou imune aos equívocos políticos, o pecado original dos filósofos” (José Thomaz Brum)

O Globo, 20 de janeiro de 1996 A filosofia de Cioran não constitui uma arquitetura abstrata de conceitos ideais. Meditação … Continuar lendo “Cioran não ficou imune aos equívocos políticos, o pecado original dos filósofos” (José Thomaz Brum)

Sobre diálogos interculturais, Eminescu e Castro Alves, traduções e outros temas: entrevista com Luciano Maia, cônsul honorário da Romênia em Fortaleza

Sobre diálogos interculturais, Eminescu e Castro Alves, traduções e outros temas: entrevista com Luciano Maia, cônsul honorário da Romênia em Fortaleza

Luciano Maia nasceu na cidade cearense de Limoeiro do Norte, em 1949. Formado em Direito pela Universidade Federal do Ceará … Continuar lendo Sobre diálogos interculturais, Eminescu e Castro Alves, traduções e outros temas: entrevista com Luciano Maia, cônsul honorário da Romênia em Fortaleza

“Eliade vu par Cioran. Entre « l’homme sans destin » et l’homme au destin créateur” (Rodica Maria Fofiu)

“Eliade vu par Cioran. Entre « l’homme sans destin » et l’homme au destin créateur” (Rodica Maria Fofiu)

Cahiers Emil Cioran – Approches Critiques IX, 2008 Nous nous proposons de mettre en évidence la façon speciale, incitante et … Continuar lendo “Eliade vu par Cioran. Entre « l’homme sans destin » et l’homme au destin créateur” (Rodica Maria Fofiu)