“Benjamin Fondane. Tra Gerusalemme e Atene” (Francesco Testa)

Orizzonti Culturali Italo-Romeni, n. 11, novembre 2019, anno IX Il libro Tra Gerusalemme e Atene – recentemente pubblicato dalla casa editrice Giuntina – offre per la prima volta al pubblico italiano una prospettiva d’insieme sul rapporto di Benjamin Fondane con l’ebraismo. Il volume – curato da Francesco Testa e Luca Orlandini – raccoglie gli articoli che il…

Leia mais

“Cioran, ingênuo e sentimental”: um perfil literário e psicológico, por Ion Vartic (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Eu havia escrito esta resenha em 2011, e não sei porque não a publiquei à época. Acabo de descobri-la, perdida, num HD de backup. RESENHA: VARTIC, Ion. Cioran, ingenuo y sentimental. Trad. do romeno de Francisco Javier Marina (título original: “Cioran, naiv şi sentimental”). Zaragoza: Mira Editores, 2009. O ensaio de crítica literária e psicológica…

Leia mais

“La Transfiguration de la Roumanie et les transfigurations de Cioran” (Liliana Nicorescu)

Thèse présentée a la Faculté des études supérieures en vue de l’obtention du grade de Ph.D. en littérature française, Département d’Études françaises, Faculté des études supérieures, Université de Montréal, février, 2006 Résumé: L’objet de cette thèse est l’oeuvre la plus controversée de Cioran : son troisième livre. La Transfiguration de la Roumanie, écrit en roumain…

Leia mais

“Il sentimento della morte nella poesia di Eminescu” (Armando Santarelli)

Orizzonti Culturali Italo-Romeni, n. 7-8 luglio-agosto 2019, anno IX Penso che non ci sia opera poetica più indagata, nella letteratura romena, di quella di Mihai Eminescu (1850-1889). Il perché è ovvio: Eminescu è assurto alla dignità di poeta nazionale, è il letterato romeno più conosciuto e amato. Inoltre, la sua produzione abbraccia più generi, e…

Leia mais

Diálogos Lapunkt entre Lucian Boia y Cristian Pătrăşconiu: El juego con el pasado: historia y verdad (Universidad Tecnológica de Pereira, 2019)

La Universidad Tecnológica de Pereira (UTP) publicará el libro electrónico Diálogos Lapunkt entre Lucian Boia y Cristian Pătrăşconiu. El juego con el pasado: historia y verdad. Pereira: Editorial Universidad Tecnológica de Pereira. 2019. ISBN: 978-958-722-382-8.  La traducción del rumano al español, la introducción  y las notas son de autoría de Miguel Ángel Gómez Mendoza. de la Universidad…

Leia mais

O que há num nome? Cioara, noroc!

CIORAN é um sobrenome romeno (há outras famílias de mesmo nome, inclusive uma atriz e celebridade, Christina Cioran) que parece, por um lado, cioban, ou seja “pastor” (de ovelhas, mioara) em romeno, e por outro cioara, “corvo” (trocadilhos amiúde explorados por seus biógrafos e exegetas). C-I-O-R-A-N, ao contrário, é N-A-R-O-I-C, que parece noroc, que em…

Leia mais

“Cioran, un penseur organique” (Andrei Minzetanu)

Revue Littérature, 2015/3 (n° 179), pages 38 à 50 « 12 mars 1959. Il est incroyable à quel point tout, mais absolument tout, et d’abord les idées, émane chez moi de ma physiologie. Mon corps est ma pensée, ou plutôt ma pensée est mon corps ». Cioran (CC, 32) L’épigraphe de mon article illustre bien, par sa…

Leia mais

Zeflemea, derrisão balcânica

O dicionário romeno Dex define assim o substantivo feminino zeflemea: ironia sutil, troça, piada jocosa. Mofar-se de, zombar de alguém, rir-se de. Zeflemea é uma forma de derrisão, ironia ou sarcasmo, tipicamente balcânica. Em francês, costuma-se traduzir por uma palavra que também existe em português: boutade, tirada espirituosa ou engraçada, pensamento ou dito sutil, original e…

Leia mais

“Cioran não ficou imune aos equívocos políticos, o pecado original dos filósofos” (José Thomaz Brum)

O Globo, 20 de janeiro de 1996 A filosofia de Cioran não constitui uma arquitetura abstrata de conceitos ideais. Meditação fundamentalmente impura, deriva de um estado de espírito, de uma obsessão mais do que se uma ideia a priori. Filósofo que parte dos afetos, das “misérias do eu”, Cioran conheceu, em sua reflexão errática, momentos…

Leia mais

Sobre diálogos interculturais, Eminescu e Castro Alves, traduções e outros temas: entrevista com Luciano Maia, cônsul honorário da Romênia em Fortaleza

Luciano Maia nasceu na cidade cearense de Limoeiro do Norte, em 1949. Formado em Direito pela Universidade Federal do Ceará e mestre em Literatura Brasileira pela mesma instituição. É autor de mais de vinte livros (poesia, ensaios, contos, traduções): Jaguaribe – memória das águas (1982; traduzido ao romeno, ao espanhol e ao inglês, encontra-se na…

Leia mais

“Post-coal prom queen: Romania’s lost lands – in pictures” (Ioana Cîrlig)

The Guardian, 25 Apr 2019 Ioana Cîrlig captures life in the towns of Romania that were heavily industrialised under communism, but have been left adrift after the 1989 revolution and the transition to a market economy Petroșani, the Jiu Valley coal mining area, 2014 These towns, which thrived under communism, have been dramatically impacted by the…

Leia mais

Cartas da Bessarábia: documentário de Leila Sterenberg no MIS

No dia 28 de abril, às 18h30, o MIS recebe sessão gratuita do documentário “Cartas da Bessarábia” (dir. Leila Sterenberg, 2016), seguido de bate-papo com a diretora do filme. ⠀ Os ingressos gratuitos para a sessão podem ser retirados uma hora antes na recepção do MIS. ⠀ CARTAS DA BESSARÁBIA Dir. Leila Sterenberg, Brasil, 2016,…

Leia mais

“No tempo dos grandes mamíferos fósseis” (Welington Andrade)

Revista Cult, 7 de maio de 2016 “Quando sinto que vou vomitar um coelhinho, enfio dois dedos na boca como um alicate aberto e espero até sentir na garganta a penugem morna que sobe como uma efervescência de sal de frutas. Tudo é veloz e higiênico, transcorre num instante brevíssimo”. Julio Cortázar, Carta a uma…

Leia mais

Dois novos livros sobre Cioran pela editora Mimesis (Ita)

A Mimesis Edizioni da Itália acaba de lançar 2 novas publicações sobre Cioran: Dio e il Nulla. La religiosità atea di Emil Cioran, a cura di A. Di Gennaro e P. Giustiniani (2019). Coletânea dos trabalhos apresentados no simpósio homônimo realizado em Nápoles, nos dias 15 e 16 de novembro de 2017, promovido pela seção…

Leia mais

Documentary: Mircea Eliade – his name, his destiny (2002)

Distributed by Chip Taylor Communications, 2 East View Drive, Derry, NH 03038; 800-876-CHIP Produced by Angela and Dan Jelesco Directed by Director n/a VHS, color, 88 min (dubbed in English) This production is an overview of the life and work of the late scholar, Mircea Eliade (1907 –1986). Perhaps best known to librarians for his work…

Leia mais

“Mihai Eminescu between Kant and Schopenhauer” (Angela Botez)

Revista de Filosofie, tomul LVII, no. 1-2 (2010) Abstract. The study examines the huge cultural debt of Romanian culture and philosophy before Mihai Eminescu. In the terms of Emil Cioran, besides Eminescu, everything is approximate. Eminescu is in his view an inexplicable exception for us. He wonders actually how it was possible to have someone…

Leia mais

“Matéi Visniec à la recherche d’Émile Cioran” (Eric Levéel)

STUDIA UNIVERSITATIS BABEŞ-BOLYAI, DRAMATICA, 2/2010, Anul LV, 2010, pp. 43-53. ABSTRACT. Matéi Vişniec’s play Paris Attic overlooking Death (2005) reconstructs Emil Cioran fictionally through his “last” journey in his adopted city: Paris. Vişniec cleverly moves away from the hagiographic trappings to imagine – and re‐imagine – Cioran’s complex life, and Romanian past. This article questions…

Leia mais

“Eliade vu par Cioran. Entre « l’homme sans destin » et l’homme au destin créateur” (Rodica Maria Fofiu)

Cahiers Emil Cioran – Approches Critiques IX, 2008 Nous nous proposons de mettre en évidence la façon speciale, incitante et parfois contradictoire dont Cioran voit Eliade à travers le temps, tout en évoquant l’attitude negative exprimée par l’article de jeunesse « l’Homme sans destin » et les appréciations mûres publiées dans des textes plus récents,…

Leia mais

“Mocidade, amor e morte: Eminescu e Castro Alves” (Luciano Maia)

JORNAL DE POESIA Luciano Maia é poeta, lingüista e tradutor. Cônsul Honorário da Romênia em Fortaleza, capital do Estado do Ceará. Mestre em Literatura Brasileira, é professor na Universidade de Fortaleza – UNIFOR e ocupa a cadeira 23 da Academia Cearense de Letras. Os dois poetas de quem falaremos aqui pertencem à estética romântica, um movimento…

Leia mais

“Quousque eadem?” (E.M. Cioran)

A expressão latina, na forma de interrogação, remonta a Sêneca, em sua carta XXIV a Lucílio: “Quosdam subit eadem faciendi videndique satietas et vitae non odium sed fastidium, in quod prolamibur ipsa inpellente philosophia, dum dicimus: ‘Quousque eadem? Nempe expergiscar dormiam, esuriam fastidiam, algebo aestuabo‘” [Os outros também são movidos por uma saciedade de fazer…

Leia mais

“O espaço miorítico” (Luciano Maia)

DIÁRIO DO NORDESTE, 15 de março de 2014 Poeta e filósofo. Um binômio rico e incômodo. Lucian Blaga (1895-1961) tem a sua obra poética e filosófica ainda pouco conhecida em nosso País. No entanto, toda ela foi traduzida em praticamente todos os países europeus e vários livros seus em países das Américas. A Editora da…

Leia mais

A poesia de George Popescu, por Marco Lucchesi

CONTEXTO – Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras, nº 15 e 16 – 2008/2009, Edufes – Editora da Universidade Federal do Espírito Santo. Núpcias de Cadmo e Harmonia Parte essencial da história da literatura repousa na poética do encontro. Tramada pelos anjos, que movem as letras do livro do mundo, os anjos da cabala,…

Leia mais

“As relações entre ciência e poesia na obra do poeta romeno Ion Barbu. Matemática como jogo” (Virginia Popović)

ALEA, Rio de Janeiro, vol. 16/1, jan-jun 2014, p. 169-178. Resumo: Este artigo analisa as influências do jogo e dos símbolos matemáticos na obra do poeta moderno Ion Barbu, as relações entre ciência e arte em sua poesia, além de propor uma leitura da teoria dos jogos como arte poética. A obra de Barbu é…

Leia mais

“Mircea Cărtărescu, el escritor que viene de Rumania: biografía literaria” (Miguel Angel Gómez Mendoza)

Mircea Cărtărescu nació el 1 de junio de 1956 en Bucarest-Rumania.[1] Sobre su infancia afirmará que “representa su principal experiencia existencial y la única que vivió de manera atenta”. Hace parte de los poetas “optzeciști” (“ochentistas”) que frecuentaron el Cenaclul de Luni[2] conducido por el crítico literario Nicolae Manolescu, y durante sus tiempos de estudiante…

Leia mais

Entrevista com Miguel Angel Gómez Mendoza por Rodrigo Inácio R. Sá Menezes

O professor Miguel Angel Gómez Mendoza nasceu na cidade de Tuna, no departamento colombiano de Boyacá. É formado em Filosofia e História pela Universidade Babeş-Bolyai de Cluj-Napoca, Romênia; tem mestrado em Estudos Ibéricos e Ibero-americanos pela Universidade Michel de Montaigne, em Bordeaux, França (Diploma Superior de Investigação – DSR); doutorado em História com ênfase em…

Leia mais

Eugen Simion despre Emil Cioran (Apostolia TV, sous-titré en français)

Filmul a fost difuzat in cadrul programului IN MEMORIAM (sambata 12 decembrie 2015, in catacomba Catedralei St. Sulpice). Prima editie a fost consacrata memoriei scriitorului şi filosofului de origine română Emil Cioran, anul acesta împlinindu-se douăzeci de ani de la moartea sa. Mai multe informații pe site-ul Mitropoliei Ortodoxe Române pentru Europa Occidentală și Meridională…

Leia mais

Entrevista a Miguel Angel Gómez Mendoza por Rodrigo Inácio R. Sá Menezes

Miguel Angel Gómez Mendoza nació en la ciudad colombiana de Tuna,  en el departamento de Boyacá. Hizo sus estudios de pregrado en Filosofía e Historia en la Universidad “Babeș-Bolyai” de Cluj-Napoca, Rumania; tiene maestría en Estudios Ibéricos e Iberoamericanos por la Universidad “Michel de Montaigne” de Bordeaux, Francia (Diploma Superior de Investigación DSR), doctorado en Historia…

Leia mais

“L’histoire de la traduction d’Emil Cioran en roumain et en français” (Anca-Andreea Chetrariu)

Atelier de Traduction, no. 17, 2012 : dossier «L’histoire de la traduction en question(s)», Editura Universităţii Suceava Abstract: Emil Cioran, the Romanian philosopher whose books we read  today, paradoxically, in translation from French, is one of the authors banned during the communist regime. In this communication we aim to emphasize the importance of translating Cioran’s…

Leia mais

“Unde Malum? Dualist(oid) and Gnostic Imaginary, from Folk Mythology to Modern Romanian Literature” (Nicoleta Popa Blanariu)

Transylvanian Review (Academia Română, Centrul de Studii Transilvane, Cluj-Napoca), XXV, 2 (summer 2016) Abstract: Our contribution attempts to respond to a gap in the investigation of the reminiscences of dualistic imaginary in modern literature and also in the Romanian reflection on the phenomenon. By approaching more thoroughly a theme that we have already discussed, from…

Leia mais

Cien años de la gran unión de Rumania – 1918-2018: diálogo exclusivo entre Lucian Boia y Cristian Pătrăşconiu

CIEN AÑOS DE UNIÓN LA GRAN UNIÓN DE RUMANIA: 1918-2018[1] DIÁLOGO EXCLUSIVO  LAPUNKT  ENTRE LUCIAN BOIA[2] Y CRISTIAN PĂTRĂŞCONIU[3] Nota del traductor: En su reciente obra (În jurul Marii Uniri de la 1918. Națiuni, frontiere, minorități. Bucureşti, Humanitas. 2017. Alrededor de la Gran Unión de 1918;. Naciones, fronteras, minorías), el conocido historiador rumano, considera que la celebración del centenario…

Leia mais

“Vivo en Lenguas Prestadas”: Entrevista con Herta Müller

România Liberă, jueves 9 de octubre de 2009. «Interviu cu Herta Muller (2007): “Traiesc in limbi imprumutate”» de Ionut Chiva. Traducción y adaptación del rumano por Miguel Ángel Gómez Mendoza (Profesor de la UTP, Universidad Tecnológica de Pereira). Herta Müller2 nació en 1953 en el Banat3 rumano. En los tiempos de estudiante de literatura alemana,…

Leia mais