ORIZZONTI CULTURALI ITALO-ROMENI, n. 12, dicembre 2019, anno IX Il 27 novembre 2019 si è svolta all’Università Federale di ABC [1] (UFABC) la «Jornada Acadêmica – 70 anos do Précis de Décomposition» (Breviário de Decomposição), un miniconvegno organizzato per dibattere l’attualità e l’importanza del Sommario di Decomposizione in occasione dell’anniversario dei 70 anni dalla pubblicazione in Francia […]

via Breviário de Decomposição 7.0

Relatório de uma Jornada Acadêmica: 70 anos do Précis de Décomposition / Breviário de Decomposição (1949-2019)

Realizou-se, na Universidade Federal do ABC (UFABC), em 27 de novembro deste ano de 2019, a Jornada Acadêmica – 70 anos do Précis de Décomposition (1949-2019): um mini-colóquio dedicado a debates em torno deste que é o primeiro livro escrito por Cioran em francês, e um divisor de águas no conjunto da sua obra. No…

Leia mais

“Breviário de Decomposição: livro perigoso e essencial” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Por que reunir-se em torno do Précis de décomposition – e celebrá-lo? Alguns diriam que não há nada aí a ser celebrado, muito pelo contrário. Cioran: pró e contra… Qual a importância do Breviário de decomposição, conforme o temos, desde 1989, primorosamente traduzido ao português pelo professor José Thomaz Brum? Qual sua importância hoje, para […]…

Leia mais

Tal como foi publicado pela editora Gallimard em 1949, o primeiro livro escrito em francês pelo romeno Emil Cioran, Breviário de Decomposição, tem por autor E.M. Cioran, como, de resto, os livros escritos em francês que se seguirão; hoje em dia, porém, após o sucesso de Exercícios de admiração, de 1986, lê-se em muitas das […]

via “Quem escreveu o Breviário de Decomposição?” (Nicolas Cavaillès) — Breviário de Decomposição 7.0

“30 anos da primeira edição brasileira do Breviário de Decomposição” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Encaminhar-se para o fim da história com uma flor na lapela: único traje apropriado no desenvolvimento do tempo. Que lástima que não haja um Juízo Final, que não tenhamos ocasião para um grande desafio!” (Breviário de decomposição) * “O final da história? O fim do homem? É sério pensar nisso? São acontecimentos longínquos que a…

Leia mais

“O veneno abstrato” (E.M. Cioran)

Um importante aforismo do Breviário de decomposição, no tocante ao que muda, na economia do pensamento de Cioran, conforme ele muda de idioma: do nativo, o romeno, ao francês, idioma estrangeiro para um estrangeiro. No fundo (ele mesmo o afirma), seu pensamento, suas “ideias” ou intuições originais (vide Nos cumes do desespero) nunca mudaram, permaneceram sempre os…

Leia mais

Programação da Jornada acadêmica UFABC: 70 anos do Précis de Décomposition (1949-2019)

O Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFABC & o Portal E.M.Cioran têm a honra de anunciar a Jornada Acadêmica – 70 anos do Breviário de Decomposição (1949-2019), convidando a todos e todas que tenham interesse pelo autor e pelo livro em questão. O evento contará com a ilustre presença do prof. José Thomaz Brum (PUC-RJ), filósofo, tradutor do Breviário (entre outros livros…

Leia mais

Jornada acadêmica UFABC: 70 anos do Breviário de Decomposição – PRAZO P/ ENVIO ESTENDIDO

O prazo para envio de resumos para a Jornada Acadêmica UFABC – 70 anos do Breviário de Decomposição foi estendido de 02/11 para 10/11 de 2019. A programação completa, para além do professor convidado (José Thomaz Brum, PUC-RJ) e dos professores da casa (Flamarion Caldeira Ramos, Paulo Jonas de Lima Piva) será divulgada no dia 13/11,…

Leia mais

“Esgotamento por excesso de sonhos” (E.M. Cioran)

SE PUDÉSSEMOS conservar a energia que prodigamos nessa sucessão de sonhos realizados noturnamente, a profundidade e a sutileza do espírito alcançariam proporções insuspeitáveis. O argumento de um pesadelo exige um desgaste nervoso mais extenuante que a construção teórica melhor articulada. Como, após o despertar, recomeçar a tarefa de alinhar ideias quando, na inconsciência, estávamos imersos…

Leia mais

Jornada acadêmica UFABC: 70 anos do Breviário de Decomposição (ANPOF/GT Schopenhauer)

Neste  ano de 2019 completam-se 70 anos da publicação do Précis de décomposition, primeiro livro escrito em francês pelo filósofo romeno Emil (E. M.) Cioran – e o primeiro de uma série que o tornaria conhecido como um dos mais importantes escritores de língua francesa do século XX. Cioran é um pensador representativo das vertigens e perplexidades do…

Leia mais

Colóquio “Emil Cioran, pensador incontornável do século XX”

Decorrerá no próximo dia 11 de outubro, a partir das 18h30, no El Corte Inglés de Lisboa, e terá como convidados os professores Ciprian Valcan da Universidade “Tibiscus” de Timisoara, Ricardo Gil Soeiro e Paulo Borges da Universidade de Lisboa. O Colóquio “Emil Cioran, pensador incontornável do século XX” é o segundo projeto da série…

Leia mais

Jornada acadêmica UFABC: 70 anos do Précis de Décomposition

Habemus Cioran — Neste  ano de 2019 completam-se 70 anos da publicação do Précis de décomposition, primeiro livro escrito em francês pelo filósofo romeno Emil (E. M.) Cioran – e o primeiro de uma série que o tornaria conhecido como um dos mais importantes escritores de língua francesa do século XX. Ao mesmo tempo, celebram-se…

Leia mais

Colóquio “Emil Cioran, pensador incontornável do século XX”

Lisboa, 11 de outubro de 2019 El Corte Inglés Sala Âmbito Cultural, Piso 6 Programação 18h30-18h40 – Sessão inaugural: – Tânia Pires, Comunicação e Meios, El Corte Inglés – Daniel Nicolescu, Director do Instituto Cultural Romeno em Lisboa 18h40-19h10 – Paulo Borges – Saudade e nostalgia do absoluto em Fernando Pessoa e Emil Cioran 19h10-19h15…

Leia mais

Colóquio Internacional Fernando Pessoa & Emil Cioran: Pensadores das Margens da Razão e da Civilização

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa, 9 e 10 de Outubro de 2019 Mês que vem, acontecerá em Lisboa um importante colóquio sobre a filiação Fernando Pessoa-Emil Cioran. O Brasil estará muito bem representado por dois importantes filósofos: José Thomaz Brum (PUC-RJ), tradutor e amigo de Cioran, e Fernando Rey Puente (UFMG), autor de Os…

Leia mais

Eventos celebram 70 anos da visita de Camus ao Brasil

Blog da editora RECORD, 13/08/2019 Autor de clássicos da literatura moderna como os romances O Estrangeiro e A Peste, prêmio Nobel de Literatura de 1957, o escritor francês Albert Camus esteve no Brasil em 1949. Ao longo de dois meses, julho e agosto, Camus percorreu diversas cidades (Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Olinda, Salvador e Porto Alegre)…

Leia mais

Hermida Editores: presentación del libro “Soledad y Destino” de Emil Cioran

El viernes 26 de abril, a las 19:00 horas, presentaremos el libro Soledad y destino, del pensador rumano Emil Cioran, en la sede del Instituto Cultural Rumano (plaza del Cordón, n.º 1, bajo dcha., 28005 Madrid). En el coloquio participarán el traductor del volumen, Christian Santacroce, el doctor en Filosofía Pablo Javier Pérez López, el editor Alejandro…

Leia mais

Giornate di studio su Emil Cioran (29-30 aprile 2019)

29 aprile 2019 Apertura dei lavori: Augusto Guarino (Università di Napoli “L’Orientale”) Modera: Giovanni Rotiroti (Università di Napoli “L’Orientale”) 14:30 Alina Diaconu (Buenos Aires) Mi primer encuentro con Cioran 14:55 Paulo Borges (Università di Lisbona) Extase musicale et étonnement cosmique chez Emil Cioran 15:20 Joan M Marín (Università Jaume I di Castellon) Estetica, nichilismo e…

Leia mais

Dois novos livros sobre Cioran pela editora Mimesis (Ita)

A Mimesis Edizioni da Itália acaba de lançar 2 novas publicações sobre Cioran: Dio e il Nulla. La religiosità atea di Emil Cioran, a cura di A. Di Gennaro e P. Giustiniani (2019). Coletânea dos trabalhos apresentados no simpósio homônimo realizado em Nápoles, nos dias 15 e 16 de novembro de 2017, promovido pela seção…

Leia mais

Itaú Cultural: 43ª Ocupação homenageia o poeta Manoel de Barros

ITAÚ CULTURAL, 28/01/2019 O poeta Manoel de Barros (1916-2014) é tema da 43ª edição do programa Ocupação Itaú Cultural. Com manuscritos e outros materiais selecionados do acervo pessoal do homenageado, a exposição passeia por toda a trajetória do autor – que brincava com a norma culta da língua e monumentava as coisas e seres (o humano, inclusive)…

Leia mais

“Cioran, il mistico che non credeva in nulla. Un convegno a Napoli” (Alessandro Seravalle)

Orizzonti Culturali Italo-Romeni, gennaio 2018, anno VIII Il 15 e 16 novembre 2017 alcuni tra i più importanti studiosi del pensiero di Emil Cioran si sono dati appuntamento presso la splendida Aula Magna della Pontificia Facoltà Teologica dell’Italia Meridionale (sezione San Tommaso d’Aquino) per discutere da differenti angolazioni, sotto la direzione scientifica di Antonio Di…

Leia mais

“Baudelaire: antíteses e revolução” (Olgária Matos)

Alea, vol.9 no.1 Rio de Janeiro Jan./June 2007 RESUMO: O ensaio procura indicar o método baudelairiano das antíteses de coisas e acontecimentos, de tal forma que o maniqueísmo progressista da dialética hegeliano-marxista é substituído pelo homo duplex pascaliano, e o conceito de ação política e arte engajada é reformulado. Palavras-chave: Baudelaire; Benjamin; poesia; revolução. ABSTRACT: The essay attempts to characterize Baudelaire’s method of…

Leia mais

Audiovisual: Coloquio Internacional Emil Cioran, Buenos Aires 01/11/2018

Biblioteca Nacional Mariano Moreno, 1 de noviembre de 2018 / Auditorio Jorge Luis Borges. Organizado por la Secretaría de Cultura de la Nación, la Biblioteca Nacional y la Embajada de Rumania en Argentina. Presentación: Tomás Abraham Expositores: Alina Diaconú (Argentina): La Argentina de Cioran. Alfredo Abad Torres (Colombia): Una idea de filosofía. Cioran intérprete de Borges.…

Leia mais

“Cur Deus homo: the irrational residuum of being” (Ramona Fotiade)

Dr Ramona Fotiade (University of Glasgow) speaking at the conference on Faith and the Search for Certitude: Religious, Phenomenological and Existential Perspectives — Cur Deus homo: The Irrational Residuum of Being (Reflexions on Jean-Luc Marion and Leon Chestov), March 2012.

Leia mais

“Sinais do demiurgo cego em ‘Todos os que caem’, de Samuel Beckett” (Armando Nascimento Rosa)

Uma versão inicial deste estudo foi apresentada como conferência em 15 de Novembro de 2002 no Teatro Garcia de Resende, em Évora, numa sessão promovida pelo Cendrev (Centro Dramático de Évora). «MRS. ROONEY (Aflita): Cuidado com a galinha! (Guinchar de travões. Cacarejo) Oh, céus, esborrachou-a! Continue! Continue, não páre! (O carro acelera. Pausa) Que maneira…

Leia mais

Coloquio Internacional Emil Cioran: Buenos Aires, 1/11/18

Organizado por la Secretaría de Cultura de la Nación, la Biblioteca Nacional y la Embajada de Rumania en Argentina. Presenta Tomás Abraham. [Site oficial] Programa 18 hs. | Primera mesa Alina Diaconú (Argentina): La Argentina de Cioran. Paulo Borges (Portugal): Éxtasis musical y asombro cósmico en Emil Cioran. Flamarion Caldeira Ramos (Brasil): Cioran, Borges y la escuela schopenhaueriana.…

Leia mais

“Attualità e inattualità di Cioran in un convegno a Napoli” (Corrado Ocone)

HUFFPOST Italia, 15/11/2017 Strana figura di pensatore Emil Cioran. Ha attraversato tutto il secolo, il ventesimo, ma, tranne qualche (forse velleitario) afflato giovanile, si è tenuto ben lontano dalle passioni forti che l’hanno attraversato e dominato. Eppure viveva a Parigi, ove si era trasferito dopo una giovinezza romena, in un ambiente intriso di éngagement e voglia di emancipare…

Leia mais

Lev Shestov (León Chestov) visto por Fernando Savater

El vídeo corresponde al encuentro organizado por Hermida Editores en Meta Librería (Madrid), el 28 de septiembre de 2016 para hablar de la figura de Lev Shestov (anteriormente conocido como León Chestov) con motivo de la publicación del libro “Apoteosis de lo infundado”. La presentación y moderación de la conversación con Fernando Savater estuvo a…

Leia mais

“Cioran – reflecții asupra nebuniei” (Pusa Roth)

LIBER S’A SPUN, mai 6, 2016 Institutul Cultural Român de la Viena, în colaborare cu Institutul de Romanistică al Universității din Viena şi Societatea Austro-Română, organizează marÅ£i, 10 mai 2016, între orele 18.00–19.30, în sala ROM 10 a Institutului de Romanistică al Universității din Viena (Universitätscampus Hof 8, Spitalgasse 2, 1090 Viena) conferinÅ£a Cioran – reflecții asupra…

Leia mais

“In memoriam: Clément Rosset o la muerte de lo real” (Leobardo Villegas Mariscal)

 Universidad Autónoma de Zacatecas (UAZ), México, febrero 2009 “Como toda manifestación oracular, el pensamiento metafísico se funda en un rechazo casi instintivo de lo inmediato, bajo la sospecha de que lo inmediato sea de alguna manera el otro de sí mismo, o el doble de otra realidad”. Clément Rosset, Lo real y su doble Tres conferencias ha impartido el…

Leia mais

Audiovisual: “Entre utopies dangereuses et postures nihilistes, y a-t-il une place pour l’espoir ?” (Janine Moithy)

Face à ce que les Anciens nommaient le tragique, à savoir l’existence de la mort et du mal, l’homme a développé deux attitudes antagonistes : une confiance absolue en la capacité de l’homme à résoudre les problèmes de la nature (l’utopie) et la conviction que rien ne pourra changer (le nihilisme). Ces deux mouvements ont…

Leia mais