“A interpretação analógica das relações entre niilismo gnóstico e niilismo existencialista segundo Hans Jonas” (Jelson R. de Oliveira)

“A interpretação analógica das relações entre niilismo gnóstico e niilismo existencialista segundo Hans Jonas” (Jelson R. de Oliveira)

SÍNTESE – Revista de Filosofia, vol. 41, no. 129 (2014), pps. 101-127. Resumo: Pretende-se examinar as principais teses da análise … Continuar lendo “A interpretação analógica das relações entre niilismo gnóstico e niilismo existencialista segundo Hans Jonas” (Jelson R. de Oliveira)

Ernest Becker e a “Negação da Morte” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

via Resenha: “A negação da morte”, de Ernest Becker. Livro: A negação da morte: uma abordagem psicológica da finitude humana. Rio de … Continuar lendo Ernest Becker e a “Negação da Morte” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Aspectos políticos en la obra de Emil Michel Cioran” (Jorge Diego Mejía Cortés)

AINKAA – Revista de Estudiantes de Ciencia Política, vol. 2, no. 3, enero-junio 2018 Resumen: En ejunio de 2017 se … Continuar lendo “Aspectos políticos en la obra de Emil Michel Cioran” (Jorge Diego Mejía Cortés)

“Holy Motors”: o cinema do absurdo e sua cruel beleza (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Holy Motors (“Motores Sagrados”, 2012). Um filme francês apesar do nome, um tanto intrigante a princípio, mas que não poderia ser … Continuar lendo “Holy Motors”: o cinema do absurdo e sua cruel beleza (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“O absurdo e a revolta em Camus” (José João Neves Barbosa Vicente & Frances Deizer Gontijo)

TRÍAS – Revista eletrônica online de Filosofia, História, Literatura e Ciências Sociais, nº 3 (2º semestre de 2011) RESUMO: O presente artigo propõe analisar … Continuar lendo “O absurdo e a revolta em Camus” (José João Neves Barbosa Vicente & Frances Deizer Gontijo)

“Il vuoto come assenza di possibilità: l’antisistema di Cioran” (Serenella Di Michele)

ORIZZONTI CULTURALI ITALO-ROMENI – Rivista Interculturale bilingue, n. 6, giugno 2016, anno VI. La scrittura fulminea di Cioran colpisce il … Continuar lendo “Il vuoto come assenza di possibilità: l’antisistema di Cioran” (Serenella Di Michele)