“O Teísmo como Solução do Problema Cosmológico: sobre uma monografia acadêmica sem data” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Continuar lendo ““O Teísmo como Solução do Problema Cosmológico: sobre uma monografia acadêmica sem data” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)”

“Crônica de uma giornata acadêmica” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Era un uomo che non sapeva amare (ma che amava comunque) — Nico Fidenco A exemplo de Ulisses, um périplo … Continuar lendo “Crônica de uma giornata acadêmica” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Niilismo, existencialismo e gnosticismo: a hermenêutica existencial de Franco Volpi” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

A obra de Heidegger, leitor de Nietzsche, apresenta um paradoxo que é o mesmo de boa parte do pensamento contemporâneo: … Continuar lendo “Niilismo, existencialismo e gnosticismo: a hermenêutica existencial de Franco Volpi” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Um pessimismo (mui) pouco trágico: Cioran lido por Clément Rosset” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Trata-se de contrapor e fazer dialogar duas filosofias, dois modo de pensar (o homem, a existência, a vida e a … Continuar lendo “Um pessimismo (mui) pouco trágico: Cioran lido por Clément Rosset” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Chestov e a exceção monoteísta, ou peixes morrem afogados” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Satã, anjo decaído transformado em demiurgo, encarregado da Criação, insurge-se contra Deus e revela-se, neste mundo, mais à vontade e … Continuar lendo “Chestov e a exceção monoteísta, ou peixes morrem afogados” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Cahier de Talamanca, o caderno de Cioran escrito em Ibiza

Cioran tinha três pátrias: a da sua infância, a Romênia, a da sua língua, a França, e a da sua … Continuar lendo Cahier de Talamanca, o caderno de Cioran escrito em Ibiza

“The fundamental idea of the philosophy of Lev Shestov” (Nikolai Berdiaev)

BERDYAEV.COM Several times already I have written in the pages of “Put’” about Lev Shestov. But here is a demand … Continuar lendo “The fundamental idea of the philosophy of Lev Shestov” (Nikolai Berdiaev)

“A expressão e o silêncio: o estilo de Cioran (epílogo)” (Fernando Savater)

“A expressão e o silêncio: o estilo de Cioran (epílogo)” (Fernando Savater)

Embora tenha jurado nunca pecar contra a santa concisão, mantenho-me sempre cúmplice das palavras, e, se o silêncio me seduz, … Continuar lendo “A expressão e o silêncio: o estilo de Cioran (epílogo)” (Fernando Savater)

“Unamuno ante el abismo: un místico agónico” (Maria Bantulà Pañella)

Facultat d’Humanitats, Universitat Pompeu Fabra, 2015 Director/a: María Morrás Ruíz-Falcó Resumen: Tras su crisis religiosa de 1897, el filósofo español … Continuar lendo “Unamuno ante el abismo: un místico agónico” (Maria Bantulà Pañella)

“‘Vencereis…mas não convencereis!’: Unamuno e a razão contra a força” (Ariel Palacios)

Don Miguel de Unamuno, filósofo espanhol, no fim da vida fez um discurso emblemático a favor da razão contra o … Continuar lendo “‘Vencereis…mas não convencereis!’: Unamuno e a razão contra a força” (Ariel Palacios)

“Le « dernier » Cioran” (Sylvain David)

Cioran, un heroïsme à rebours. Troisième partie. Une autobiographie sans événements. Le scepticisme, l’incertitude, ultime position où aboutit la raison exerçant … Continuar lendo “Le « dernier » Cioran” (Sylvain David)