“Um pessimismo (mui) pouco trágico: Cioran lido por Clément Rosset” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Um pessimismo (mui) pouco trágico: Cioran lido por Clément Rosset” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Trata-se de contrapor e fazer dialogar duas filosofias, dois modo de pensar (o homem, a existência, a vida e a … Continuar lendo “Um pessimismo (mui) pouco trágico: Cioran lido por Clément Rosset” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Êxtase, não-saber e experiências interiores: um diálogo inaudito entre Cioran e Bataille” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Êxtase, não-saber e experiências interiores: um diálogo inaudito entre Cioran e Bataille” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Dedicado a Rose Cunha. Conhece-se um autor ou uma autora não apenas pela leitura da sua obra, também — indiretamente, … Continuar lendo “Êxtase, não-saber e experiências interiores: um diálogo inaudito entre Cioran e Bataille” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“O Homem-Massa e o Homem-Fragmento. Cioran em diálogo com Ortega y Gasset” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“O Homem-Massa e o Homem-Fragmento. Cioran em diálogo com Ortega y Gasset” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

O experimento homem fracassou. Encontra-se em um beco sem saída, enquanto que um não‑homem é mais: uma possibilidade. Olha fixamente nos olhos de … Continuar lendo “O Homem-Massa e o Homem-Fragmento. Cioran em diálogo com Ortega y Gasset” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)